Auditores fiscais do Mapa fazem supervisão no sudeste do Pará

Os auditores fiscais agropecuários fizeram supervisão das ações da Adepará em Dom Eliseu, Rondon do Pará, Ulianópolis e Paragominas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) fez a supervisão das ações de defesa animal realizadas pelo serviço veterinário da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) voltados para os programas de Sanidade Equídea, Controle da Raiva dos Herbívoros, Prevenção e Vigilância a Encefalopatia Espongiforme Bovina e de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose. A supervisão foi feita no período de 4 a 8 de outubro em unidades da Adepará e propriedades rurais nos municípios de Dom Eliseu, Rondon do Pará, Ulianópolis e Paragominas, no sudeste do estado.

Os fiscais federais agropecuários supervisionaram e conferiram o andamento das ações de campos, vigilância ativa em propriedades rurais para o programa, cadastramento e monitoramento de morcegos hematófagos, ocorrência de doenças e conhecimento técnico relativo às patologias, legislação e procedimentos técnicos de campo. Segundo Gláucio Galindo, gerente do Programa de Controle da Raiva dos Herbívoros da Agência, as supervisões do Mapa têm por objetivo aferir o bom andamento das ações de campo da Adepará e contribuem para a certificação da qualidade dos trabalhos realizados no Pará.

Ele explica que a supervisão foi em forma de orientação em relação aos procedimentos adequados a serem realizados no serviço de veterinária e foram de suma relevância para os trabalhos da Adepará. “As supervisões do Mapa são importantes porque nos ajudam a aprimorar os procedimentos realizados pelo serviço veterinário da Adepará em nível de campo”, destacou a gerente.

Tina DeBord – com informações da Adepará

Foto: Adepará