São Domingos do Araguaia: Agricultores recebem crédito do PNCF de incentivo a produção agrícola

Os agricultores receberam o benefício com o apoio da assessoria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e Crédito Fundiário. O PNCF tem o objetivo de dar acesso aos trabalhadores sem-terra ou com pouca terra a um imóvel rural por meio de um financiamento, que estimula a produção da agricultura familiar
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Contando com a assessoria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) e Crédito Fundiário, agricultores de São Domingos do Araguaia, no sudeste do estado, foram contemplados com o Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF). Os agricultores foram os primeiros a receber o incentivo de produção agrícola no Pará.

Ao todo, cinco agricultores receberam recursos do PNCF para adquirir terras, materiais e equipamentos. Juntos, os cinco projetos de créditos fundiários liberados para o município de São Domingos do Araguaia somaram R$ 437.500,00.

Em 2020 foram liberados os recursos dos Subprojetos de Aquisição de Terra (SAT) e agora as mesmas famílias receberam a verba destinada ao Subprojeto de Investimento Básico (SIB), voltado para o investimento na terra adquirida pelos agricultores, explica Rudinei Magalhães, chefe do escritório local da Emater em São Domingos do Araguaia e técnico responsável pela condução do processo de financiamento no município.

“Esse trabalho de aquisição de equipamentos é 100% realizado com acompanhamento e orientação da Emater. Nosso papel é acompanhar as famílias por 5 anos desde a implantação do SIB e seguindo com a capacitação e orientação técnica para o sucesso da produção”, detalha o técnico.

Ele acrescenta que o valor liberado para cada agricultor no Subprojeto de Investimento Básico para aquisição de materiais e equipamentos para estruturação dos projetos produtivos de olericultura convencional (produção de hortaliças) em São Domingos do Araguaia foi de R$ 14.400,00. Dos cinco agricultores beneficiários, quatro já comercializam as hortaliças para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e também para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Um do contemplados com o programa foi o agricultor familiar Valdir Santana, de 54 anos. Com os recursos ele adquiriu sua própria terra, materiais e equipamentos que contribuem à realização de um sonho: a ampliação da produção de hortaliças.

“Esse crédito mudou a vida da gente, porque vamos poder produzir mais itens e aumentar a quantidade. A terra que eu adquiri é 10 vezes maior do que a que eu tinha. Eu quero produzir hortaliças e frutas. Vou plantar cebolinha, alface, cheiro verde, couve maracujá, banana e mamão. E, daí por diante, o que mais for possível”, diz Valdir Santana.

Ele também comprou um micro trator, encanteirador, roçadeira motorizada, sombrite para cobertura de estufa, arame liso e estacas. O agricultor garante que ainda tem saldo para a compra de um motor bomba.

O PNCF é um programa federal que tem o objetivo de dar acesso a trabalhadores sem-terra ou com pouca terra a um imóvel rural por meio de um financiamento. No Pará, o programa é coordenado pela Unidade Técnica Estadual do Pará (UTE), vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap) e tem o apoio da Emater para a elaboração de projetos e assistência técnica.

A partir desta terça (6), a UTE dá início a Visita de Fiscalização e Monitoramento das Áreas financiadas em São Domingos do Araguaia. Segundo a coordenadora da UTE, Martha Pina, serão cinco dias de atividades que incluem reuniões e visitas às propriedades.

“Juntamente com a Emater faremos a fiscalização das ações e atividades previstas na implantação de investimentos e infraestruturas básicas, assim como as atividades produtivas iniciadas, situadas no âmbito dos projetos de financiamentos contratados pelo Programa. Também faremos o monitoramento das etapas consolidadas nos respectivos projetos sob a assistência técnica da Emater, sempre seguindo as orientações do Departamento de Gestão do PNCF”, explicou Martha.

Além dos projetos já em execução em São Domingos do Araguaia, a Emater tem projetos do PNCF em andamento em sete municípios do estado, que podem beneficiar aproximadamente 180 famílias de agricultores familiares, com a aplicação de R$ 22 milhões em financiamentos para a aquisição da terra e investimentos na atividade produtiva.

Tina DeBord