Remo vence o Avaí no Baenão em partida movimentada pelo Campeonato Brasileiro da Série B

O jogo teve direito a expulsões, pênalti, revisões do VAR e gol contra na reta final
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo segue firme em sua campanha no Campeonato Brasileiro da Série B. Atuando na noite desta quinta-feira (16), o Leão Azul bateu o Avaí (SC), por 2 a 1, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém, partida válida pela 24ª rodada da competição nacional. Com o triunfo, os azulinos chegaram aos 33 pontos, e permanecem em 11° lugar na tabela de classificação.

O Leão Azul abriu o placar com Victor Andrade, o atacante recebeu passe de Lucas Siqueira e tocou na saída do goleiro, aos 43 minutos do primeiro tempo. O gol teve a revisão do VAR, que confirmou o tento azulino. Na etapa final, o Avaí empatou o jogo, quando em um lance dentro da área azulina, a arbitragem marcou pênalti após revisão do VAR. Edilson cobrou, o goleiro Vinícius defendeu e na sobra o mesmo Edilson marcou, aos 14 minutos.

O árbitro expulsou o atacante do Remo, Victor Andrade, por xingamento do banco de reservas e o lateral-direito do Avaí, Edilson, por chutar a bola no banco remista. O Leão chegou ao gol da vitória, após Pingo cruzar a bola na área e o zagueiro Fagner Alemão marcar contra, aos 26 minutos.

O Clube do Remo volta a campo diante do Guarani (SP), na próxima terça-feira (21), às 16h, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O duelo entre as esquipes será válido pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O jogo: Deu Leão Azul no Baenão!

O Avaí chegou primeiro, depois que Bruno Silva deu lançamento, Vinícius Leite raspou de cabeça para Getúlio, que entrou sozinho e chutou na rede pelo lado de fora. O Remo respondeu com Felipe Gedoz, que em jogada individual carregou e chutou de fora da área, a bola passou assustando contra a meta do goleiro Glédson. O Leão da Ilha quase marcou, quando Getúlio resolveu chutar de longe, o goleiro Vinícius defendeu para os azulinos.

O Leão Azul quase abriu o placar no Baenão. Em uma falta ensaiada na entrada da área, o meia Felipe Gedoz rolou para a pancada de Marlon, o goleiro Glédson conseguiu espalmar para o lado e salvar o Avaí de sofrer o primeiro gol do jogo. O time de Santa Catarina não se intimidou e quase marcou com Copete, o colombiano cortou para o meio e chutou por cima da meta do goleiro Vinícius.

O Remo tentou marcar ainda no primeiro tempo. Após cruzamento na área, o meia Felipe Gedoz emendou um voleio, mas mandou longe da meta do goleiro Glédson. Após boa chegada do Leão, Lucas Siqueira deu bom passe para Victor Andrade, que chutou no canto esquerdo do goleiro Glédson, 1 a 0, aos 43 minutos. O gol azulino foi revisado pelo VAR e validado pelo árbitro da partida.

No lance seguinte, Vinícius Leite cruzou e o goleiro Vinícius salvou o Leão Azul no reflexo. Em uma falta para o Avaí, Edilson soltou a bomba, o goleiro Vinícius defendeu e deu rebote, Marlon chegou dividindo com Copete e o árbitro foi chamado pelo VAR para analisar o lance. A arbitragem analisou o lance e assinalou pênalti para o Avaí. Edilson cobrou, o goleiro Vinícius defendeu e no rebote, o próprio Edilson marcou, aos 14 minutos, 1 a 1.

Os visitantes tentaram a virada, depois que Bruno Silva pegou uma sobra de bola e mandou por cima da meta do goleiro Vinícius. O atacante Victor Andrade do Remo acabou expulso do banco de reservas após xingamento ao árbitro da partida, aos 20 minutos. O Remo não desistiu. Pingo cruzou da esquerda e o zagueiro Fagner Alemão tentou cortar de cabeça e mandou para o fundo do barbante, gol contra, aos 26 minutos, 2 a 1 Leão.

O lateral-direito Edilson chutou a bola no banco de reservas do Remo e acabou recebendo cartão vermelho, aos 31 minutos, deixando o Avaí com um jogador a menos. O zagueiro Rafael Jansen do Remo saiu jogando errado e deu de presente para Copete, o atacante tentou marcar de longe, mas mandou para fora. Em uma jogada de ataque remista, Raimar disparou e a bola passou por cima da meta do goleiro Glédson.

O Remo seguiu atacando. Lucas Tocantins chutou cruzado, o goleiro Glédson conseguiu defender e a bola se perdeu pela linha de fundo. Pressão do Leão nos minutos finais. Rafinha recebeu dentro da área e finalizou, a bola foi para fora. Placar final: Remo 2 x 1 Avaí.

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinícius; Wellington Silva, Rafael Jansen, Marlon e Raimar; Arthur (Romércio), Lucas Siqueira e Marcos Júnior (Pingo); Felipe Gedoz (Renan Gorne), Matheus Oliveira (Rafinha) e Victor Andrade (Lucas Tocantins). Técnico: Felipe Conceição

AVAÍ: Glédson; Edilson, Betão, Fagner Alemão e João Lucas (Diego Renan); Jean Cléber, Bruno Silva e Lourenço (Valdívia); Vinícius Leite (Rômulo), Copete (Jonathan) e Getúlio (Renato). Técnico: Claudinei Oliveira

Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)

Árbitro Assistente 1: Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR)

Árbitro Assistente 2: João Fábio Machado Brischiliari (PR)

Quarto Árbitro: Olivaldo José Alves Moraes (PA)

Árbitro de Vídeo: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Cartões amarelos: Marcos Júnior (Remo); Fagner Alemão, Edilson, Bruno Silva e João Lucas (Avaí)

Cartão vermelho: Victor Andrade (Remo)

Gols: Victor Andrade, aos 43 minutos do 1° tempo para o Remo; Edilson, aos 14 minutos do 2° tempo para o Avaí; Fagner Alemão, de cabeça, gol contra a favor do Remo, aos 26 minutos do 2° tempo

Local: Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém

Por Fábio Relvas / Foto: Fernando Torres (AGIF)