Remo perde para o Guarani em Campinas e permanece na 11ª posição na Série B

O Leão azul caiu, por 2 a 0, e perdeu a chance de subir quatro posição na tabela de classificação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo entrou em campo na tarde desta terça-feira (21) sonhando em se aproximar do G4 do Campeonato Brasileiro da Série B. O Leão Azul acabou perdendo, por 2 a 0, para o Guarani (SP), no Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, partida válida pela 25ª rodada, e adiou o sonho de subir quatro posições na classificação. Sendo assim, o time azulino permanece na 11ª colocação, com 33 pontos conquistados.

Os dois gols da partida diante do Guarani saíram ainda no primeiro tempo de jogo. O Bugre marcou o primeiro com Júlio César, que arriscou o chute e a bola desviou no zagueiro Rafael Jansen e tirou o goleiro Vinícius da jogada, aos 18 minutos. O segundo nasceu em cobrança de escanteio e após levantamento dentro da área Bruno Sávio subiu sozinho e marcou de cabeça, aos 43 minutos.

O Clube do Remo volta a campo diante do Náutico (PE) na próxima sexta-feira (24), às 19h, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém, partida válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O detalhe é que a prefeitura de Belém com o aval da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), liberou 30% do estádio para o público torcedor, ou seja, a torcida do Leão Azul, chamada de Fenômeno Azul, já vai poder comparecer ao Baenão para o duelo diante do Timbu.

O jogo: Leão vacilou e caiu em Campinas!

O Remo chegou primeiro com Matheus Oliveira, que cruzou na área para a cabeçada de Lucas Siqueira, a bola foi nas mãos do goleiro Rafael Martins. Em uma cobrança de escanteio, Régis levantou na área, Bidu cabeceou e Rodrigo Andrade finalizou por cima da meta do goleiro Vinícius, quase o primeiro gol do Guarani. Em mais uma bola parada do Bugre, Júlio César cobrou falta e a redonda passou assustando contra a meta azulina.

O time da casa abriu o placar, depois que a bola sobrou para Júlio César, o atacante chutou e a redonda desviou no zagueiro Rafael Jansen e tirou o goleiro Vinícius da jogada, aos 18 minutos, 1 a 0 Guarani.  O Bugre tentou o segundo, depois que Bidu tocou para Régis, que pegou mal na bola e acabou isolando. Júlio César deu belo passe para Júnior Todinho, que bateu de primeira para marcar um golaço, aos 34 minutos. Mas o lance foi avaliado pelo VAR, que marcou impedimento do atacante do Guarani.

Após bela troca de passes da equipe do Remo, Neto Moura dominou e chutou, a bola passou por cima da meta do goleiro Rafael Martins. O time de Campinas chegou e marcou. Régis cobrou escanteio no meio da área e Bruno Sávio subiu sozinho para cabecear para o fundo do gol, aos 43 minutos, 2 a 0 Guarani. No segundo tempo, o Remo teve uma boa chance, depois que Marlon cobrou falta e a bola passou por todo mundo.

Em mais uma tentativa do Leão Azul, Marlon cruzou da esquerda e a bola passou de Felipe Gedoz. Novamente o time azulino assustou com o zagueiro Rafael Jansen, que mandou um chute rasteiro e a bola passou com muito perigo contra a meta de Rafael Martins. O Remo chegou minutos depois com Lucas Tocantins, que cruzou da esquerda e Arthur pegou de primeira, a bola subiu demais.

Após belo troca de passes do time do Guarani, Régis chutou e o goleiro Vinícius salvou o Leão, mas a arbitragem havia marcado impedimento na jogada. Após bola na área do Bugre, os jogadores do Remo pediram toque de mão e questionaram pênalti. O lance foi para a revisão do VAR e o árbitro mandou seguir a jogada. Em um escanteio para o Leão, Rafael Jansen subiu para cabecear e o goleiro Rafael Martins defendeu bem.

Na reta final, o desespero bateu no time remista. Lucas Tocantins tentou marcar de longe e chutou na bandeirinha de escanteio. Na última chance da partida, Rafinha cobrou falta para o Leão e a bola se perdeu pela linha de fundo. Placar final: Guarani 2 x 0 Remo.

FICHA TÉCNICA

GUARANI: Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales, Ronaldo Alves e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade (Tony) e Régis (Andrigo); Bruno Sávio (Allan Victor), Júlio César (Índio) e Júnior Todinho (Renanzinho). Técnico: Daniel Paulista

REMO: Vinícius; Wellington Silva, Romércio, Rafael Jansen e Marlon; Neto Moura (Pingo), Lucas Siqueira (Raimar), Arthur e Felipe Gedoz (Jefferson); Matheus Oliveira (Rafinha) e Lucas Tocantins. Técnico: Felipe Conceição

Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)

Assistente 1: Cícero Alessandro de Souza (MS)

Assistente 2: Ruy César Lavarda Ferreira (MS)

Quarto árbitro: Thiago Luís Scarascati (SP)

Árbitro de vídeo: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Ronaldo Alves e Thales (Guarani); Matheus Oliveira e Romércio (Remo)

Gols: Júlio César, aos 18, e Bruno Sávio, de cabeça, aos 43 minutos do 1° tempo para o Guarani

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas

Por Fábio Relvas / Foto: Samara Miranda