Remo cede empate ao Vasco em São Januário, mas termina a rodada fora do Z4

O Leão Azul chegou a fazer 2 a 0 no Gigante da Colina, e agora decide sua permanência na Série B contra o Confiança (SE)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Remo cedeu empate ao Vasco, mas segue fora do Z4 (Foto: Jorge Rodrigues/AGIF)

Continua depois da publicidade

O Clube do Remo teve tudo para praticamente se livrar do rebaixamento na noite desta sexta-feira (19). Atuando diante do Vasco da Gama, no Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, o Leão Azul cedeu o empate ao Gigante da Colina e o jogo terminou em 2 a 2. A partida foi válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com o resultado, os azulinos permaneceram na 16ª colocação, com 42 pontos e ainda dependem somente de si na última rodada para não cair.

O técnico Eduardo Baptista colocou o Remo em cima do Vasco e a estratégia deu certo, com o Leão Azul abrindo 2 a 0, com os gols de Neto Pessoa, aos 30 minutos, e Lucas Siqueira, aos 37 do primeiro tempo. Sem chances de subir e de cair, o Gigante da Colina reagiu ainda na primeira etapa com o tento de Léo Matos, aos 40 minutos. No segundo tempo, o atacante Victor Andrade, do Remo, acertou Jhon Sánchez por trás e recebeu cartão vermelho, aos 24 minutos. O Vasco chegou ao empate com Matías Galarza, aos 36 minutos.

O Clube do Remo volta a campo diante do Confiança (SE), no próximo domingo (28), às 16h, no Estádio Evandro Almeida, o Baenão, em Belém, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

O jogo: Leão segue fora do Z4!

O Remo chegou assustando no chute de Matheus Oliveira; a bola foi rasteira e passou com perigo contra a meta de Lucão. O Leão quase marcou novamente, quando Thiago Ennes cruzou na medida para Matheus Oliveira, que dominou e chutou, mas a bola desviou na zaga e foi para escanteio. O Vasco chegou com Nenê, que cruzou da esquerda, Germán Cano recebeu livre, mas mandou por cima da meta azulina.

Melhor em campo, o Remo conseguiu abrir o placar. Erick Flores roubou a bola de Riquelme e tocou para Victor Andrade; o atacante cruzou rasteiro da direita para Neto Pessoa, que desviou para o fundo do gol de Lucão, 1 a 0 Leão, aos 30 minutos. O Leão não se intimidou com o Vasco e marcou o segundo: Lucas Siqueira recebeu na intermediária e soltou uma bomba, marcando um golaço aos 37 minutos, 2 a 0 Remo.

Pressionado pela pequena torcida que foi ao Estádio São Januário, o Vasco foi para cima. Nenê cruzou e Germán Cano cabeceou, a bola desviou na defesa e foi para escanteio. Na cobrança de escanteio, Nenê levantou na primeira trave para a cabeçada de Léo Matos e os vascaínos diminuíram, aos 40 minutos.  No segundo tempo, aconteceu um lance polêmico dentro da área remista: Ricardo Graça chutou, a bola teria desviado na mão do zagueiro Romércio e ido para escanteio – os jogadores do Vasco pediram pênalti, mas nada foi marcado.

As coisas pioraram para os paraenses quando Victor Andrade acertou Jhon Sánchez por trás, e como já tinha cartão amarelo, recebeu o cartão vermelho, sendo expulso de campo, aos 24 minutos. Com um jogador a mais, o Gigante da Colina ganhou espaço em campo. Léo Matos cruzou rasteiro, o zagueiro Kevem cortou parcialmente, mas a bola sobrou para Matías Galarza, que chutou; o goleiro Vinícius ainda tocou na redonda, que foi para o fundo do gol remista, tudo igual, aos 36 minutos. 

Na reta final do espetáculo, o Vasco botou pressão no Leão. Germán Cano arrancou pelo meio e tocou para Nenê, mas o chute foi para fora. Outra vez Nenê, que apareceu cruzando para Daniel Amorim, mas a cabeçada passou perto da trave do goleiro Vinícius. No último lance de perigo da partida, após cobrança de escanteio, Daniel Amorim desviou de cabeça e a bola sobrou para Caio Lopes que, sozinho na pequena área, parou na grande defesa do goleiro Vinícius. Placar final: Vasco 2 x 2 Remo. 

FICHA TÉCNICA

VASCO: Lucão; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castan e Riquelme (Daniel Amorim); Romulo (Caio Lopes), Matías Galarza, MT (Gabriel Pec) e Nenê; Morato (Jhon Sánchez) e Germán Cano. Técnico: Fábio Cortez

REMO: Vinícius; Thiago Ennes, Romércio, Kevem e Igor Fernandes; Anderson Uchôa, Lucas Siqueira e Matheus Oliveira (Jefferson); Erick Flores (Rafinha), Victor Andrade e Neto Pessoa (Renan Gorne). Técnico: Eduardo Baptista 

  • Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
  • Assistente 1: Lucas Costa Modesto (DF) 
  • Assistente 2:  Lehi Sousa Silva (DF)
  • Árbitro de Vídeo (VAR): Emerson de Almeida Ferreira (MG) 
  • Cartões amarelos: Riquelme e Léo Matos (Vasco); Victor Andrade (Remo) 
  • Cartão vermelho: Victor Andrade (Remo)
  • Gols: Neto Pessoa, aos 30, Lucas Siqueira, aos 37 minutos do 1° tempo para o Remo; Léo Matos, de cabeça, aos 40 minutos do 1° tempo e Matías Galarza, aos 36 minutos do 2° tempo para o Vasco
  • Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro 

Por Fábio Relvas