RADAR PARAUAPEBAS: Saiba o que é notícia na Capital do Minério neste início de semana

Governo de Darci Lermen publicou nesta segunda (9) aviso de licitação para operação tapa-buraco. Ele segue assistindo combate entre “gatos” interessados na padronização de calçadas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

LÁ VEM A SUPER CFEM

Esta semana, a qualquer momento, a administração do prefeito Darci Lermen deve receber a maior fatia de royalties originária de produção mensal da história. São, conforme antecipado em primeira mão pelo Blog do Zé Dudu, R$ 159.861.500,14 que serão derramados na conta bancária da Prefeitura de Parauapebas, quantia que daria para sustentar 80% dos municípios brasileiros por um ano inteiro apenas com um PIX. Quando já estiver em conta, a prefeitura terá recebido de janeiro a agosto deste ano, só em Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), R$ 903.593.959,13. Com esse dinheiro, Parauapebas conseguiria adicionar ouro ao asfalto e banhar todas as ruas da cidade. Sonhar não paga imposto.

OPERAÇÃO TAPA-BURACO

Por falar em asfalto, a semana começa com a intenção da Prefeitura de Parauapebas em iniciar uma megaoperação tapa-buraco nas ruas da Capital do Minério, que, em alguns trechos, encontram-se intrafegáveis. Nesta segunda-feira (9), o governo municipal publicou no Diário Oficial da União (DOU) aviso de pregão eletrônico anunciando a conferência das propostas comerciais já para o próximo dia 20. Os detalhes do processo ainda não foram publicados pela administração, mas serão dados com exclusividade pelo Blog do Zé Dudu nos próximos dias.

NOVAS CALÇADAS

Vários “gatos” têm se mostram entusiasmados com a possibilidade de pegar contratos da Prefeitura de Parauapebas, que está oferecendo R$ 3,055 milhões para o serviço de padronização de calçadas em diversos pontos da cidade. Da licitação aberta pela Secretaria Especial de Governo (Segov) para atender a Rua Rio de Janeiro, no Rio Verde, apareceram 12 interessadas. Porém, após peneira na etapa de habilitação, seis caíram em desgraçada por razões diversas, como descumprimento do edital e até por certidão de regularidade cassada. Restam as empresas Rei Engenharia, Spaço Incorporações, JVX, Transvias, Mathias Construções e o consórcio Calçadas RJ-Multisul Engenharia.

NOVAS CALÇADAS (2)

Na licitação de calçadas referente à Rua Marabá, no Bairro da Paz, também sob a batuta da Segov, o bota-fora de empresas foi ainda maior: de 11 interessadas, só quatro avançaram da fase de habilitação. Seguem no páreo, visando ao contrato estimado em R$ 2,673 milhões, as empresas Rei Engenharia, Spaço Incorporações, JVX e CCSN Engenharia. O curioso é que alguns desses “gatos” estão entrando com a cara e a coragem nas licitações sem, contudo, apresentar certidões importantes, como a de regularidade estadual. É o chamado “Vai que cola!”.

PRODUÇÃO DE MINÉRIO

Parauapebas exportou 6,932 milhões de toneladas de minério de ferro em julho. A informação foi levantada pelo Blog, que analisou dados recém-divulgados pelo Ministério da Economia sobre a balança comercial brasileira. Em valor final, os embarques originários da Capital do Minério totalizaram 1,122 bilhão de dólares, escorados na valorização do minério de ferro. Embora não seja o maior volume de minério produzido no mês (ano passado, por exemplo, foram 9,974 milhões de toneladas em julho), foi o melhor resultado financeiro da história. A “mágica” se deve a razões já explicitadas pelo Blog: embora se produza menos, o preço alto da tonelada faz brotar resultados finais extraordinários e recordes.

COVID-19

Os casos de contaminação pelo Sars Cov 2 (novo coronavírus), que provoca a covid-19 continuam estáveis em Parauapebas. Nos últimos sete dias (2/8 a 8/8) foram contabilizados 442 novos casos (63,14 por dia), além da morte de 2 pacientes com a doença. No total, Parauapebas já tem 55.443 casos de pacientes infectados pelo vírus, além de 483 óbitos registrados. Já são 54.121 os recuperados pelo sistema de saúde local. Até a manhã desta segunda-feira (09), já haviam sido aplicadas 104.743 doses da vacina contra o novo coronavírus. A taxa geral de ocupação de leitos no município (atualizada às 14h deste domingo) está em 21%, sendo que leitos de enfermaria SUS: 28%; UTI SUS: 28%; enfermarias particulares: 14%; UTI particular: 40%.