Quantos baixinhos nascem no Pará por ano? Veja números!

Exército de crianças chegou neste 12 de outubro a 1,448 milhão, segundo o IBGE. Ministério da Saúde contabiliza 138 mil novos indivíduos por ano. Belém e Bannach estão nos extremos.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Nesta segunda-feira (12) é comemorado o Dia da Criança, data celebrada anualmente e que movimenta bilhões de reais nos setores de comércio e serviços devido ao apelo comercial. Criada por força de lei em 1924, a data passou décadas despercebida e só ganhou notoriedade nos anos de 1960, quando a multinacional Johnson & Johnson e a fábrica de brinquedos Estrela se uniram para lançar uma promoção chamada à época de “Semana do Bebê Robusto”, visando alavancar a venda de produtos infantis. A iniciativa foi um sucesso.

Daí por diante, o Dia da Criança tornou-se uma das principais datas comerciais do calendário brasileiro, sendo superada apenas pelo Natal e o Dia das Mães no quesito vendas. O dia 12, no Brasil, tem apelo de marketing muito forte e já foi ainda mais intenso, sobretudo nas décadas de 1980 e 1990, com a explosão de desenhos e séries de super-heróis, bem como programas infantis na TV aberta, o que levava a uma corrida às lojas de brinquedos, álbuns de figurinhas, doces e guloseimas.

Com as transformações tecnológicas e a diminuição das taxas de natalidade em todas as regiões do país, aliadas ao envelhecimento mais acelerado da população, uma parte desse apelo se perdeu. E uma das principais causas é a natural mudança na estrutura etária e demográfica brasileira, que anda de mãos dadas com o processo de tecnologização da infância. Quem nunca viu por aí uma criança de 3 ou 4 anos com celular ou tablet nas mãos?

O Blog do Zé Dudu foi ao Ministério da Saúde levantar quantos nascimentos do “futuro do amanhã” são registrados aqui no Pará. Em 2019, ano com números fechados, foram 138.147 novas crianças. É como se um berçário do tamanho de duas cidades de Redenção, a principal do sul do Pará, fosse erguido no estado. O Pará tem hoje 1,448 milhão de crianças, segundo projeção da população do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sendo 740 mil meninos e 708 mil meninas. Confira quantos baixinhos vêm à luz por ano no Pará!

ONDE NASCEM MAIS

  • 1º Belém: 18.576
  • 2º Ananindeua: 7.404
  • 3º Santarém: 6.652
  • 4º Marabá: 4.822
  • 5º Parauapebas: 4.576
  • 6º Castanhal: 3.346
  • 7º Breves: 2.737
  • 8º Abaetetuba: 2.623
  • 9º Cametá: 2.481
  • 10º Altamira: 2.367

ONDE NASCEM MENOS

  • 10º Pau D’Arco: 120
  • 9º Magalhães Barata: 117
  • 8º Santa Cruz do Arari: 110
  • 7º Palestina do Pará: 105
  • 6º Brejo Grande do Araguaia: 100
  • 5º Peixe-Boi: 95
  • 4º Santarém Novo: 95
  • 3º Sapucaia: 93
  • 2º São João da Ponta: 85
  • 1º Bannach: 46