Preso homem que confessou três execuções e três tentativas de homicídio

Jefferson Martins Bessa, o "Jegue", disse na Polícia Civil que cometeu os crimes a mando do chefe da facção à qual pertence, o PCC
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Em ação conjunta das polícias Civil e Militar, na busca da elucidação de vários assassinatos ocorridos nesta primeira semana do ano em Parauapebas, foi preso por volta das 18h desta terça-feira (7), Jefferson Martins Bessa, 29 anos, de apelido “Jegue”. Ele confessou nada menos que três execuções e três tentativas de homicídio e apontou o coautor de três dos crimes: José Tiago Gomes Costa Nascimento, o “Catatau”, este preso na noite de domingo (5).

Com Jefferson “Jegue”, que disse ser membro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), a polícia encontrou um revólver calibre 38, com numeração inutilizada e cinco munições.

Na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil ele confessou a execução de três pessoas: matou Romário Correa Balieiro no dia 2, quinta-feira; e executou Tarcísio Barros Queiroz e Reginaldo Silva Vieira, o “Márcio”, no dia 4, sábado.

Admitiu também que tentou matar outras três: Frank Rafael Santos Vaz e A.C S V., no dia 2; e Jhonny de Lima Cândido e Denilson da Cruz Sousa, no dia 5. Jefferson “Jegue” revelou também que “Catatau” teve participação ativa na execução de Tarcísio e de Reginaldo; e nas duas últimas tentativas de homicídio.

Jefferson Martins de Bessa tinha mandado de prisão em aberto por homicídio cometido no ano de 2011, em Parauapebas. Ainda em depoimento, ele disse que cometeu os assassinatos e tentou cometer outros em obediência a ordens do chefe da facção, que vieram de fora de Parauapebas. A Polícia Civil segue investigando para elucidar os demais assassinatos.

(Caetano Silva)

Publicidade

Relacionados