Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Preso em Anapu homem envolvido em dois homicídios em Parauapebas

Carlinhos ou Tranca Rua é acusado de ter mandado matar Jadson Oliveira da Silva, em agosto, e de ter participado do assassinato de João Mateus Silva, morto com requintes de crueldade em setembro
Continua depois da publicidade

Foi preso em Anapu, no oeste do Estado, ontem, terça-feira (2), Antônio Carlos de Sousa da Silva. Ele é investigado em dois inquéritos policiais de homicídio, pela 20ª Seccional de Polícia Civil, em Parauapebas, suspeito de ter sido o mandante do assassinato de Jadson Oliveira da Silva,19 anos, em 11 de agosto, passado, em uma boate do Bairro da Paz; e de participação no assassinato de João Mateus da Conceição Silva, 18, o qual foi decapitado, teve o coração arrancado e o corpo desovado na margem oposta do Rio Parauapebas, em 16 de setembro passado.

Antônio Carlos, também conhecido como Carlinhos e “Tranca Rua”, está com prisão preventiva decretada pela Justiça Estadual, mas foi preso por porte ilegal de arma de fogo, uma vez que, como explica o delegado Felipe Oliveira, devido à Lei Eleitoral, ninguém pode ser preso cinco dias antes nem dois dias depois das eleições de domingo próximo, dia 7, a não ser em flagrante. Logo, a polícia em Anapu não pode cumprir o mandado de preventiva.

Veja também:  Três assaltantes fugiram da Delegacia de Polícia de Jacundá

Jadson Oliveira da Silva, segundo apurou a Polícia Civil, foi executado por disputa de território de tráfico de entorpecentes e ainda por briga de facções criminosas que atuam dentro dos presídios. Quem matou o rapaz foi Marcos Vinícius de Sousa Oliveira, que o teria feito a mando de Carlinhos. Cinco dias depois de ter matado Jadson, em 16 de agosto, Marcos se envolveu em confronto com policiais militares, foi baleado e também morreu.

Quanto a João Mateus, conhecido como “Cobra”, o que se sabe é que ele tinha passagem pela polícia por roubo e tomava medicamentos controlados.

Deixe uma resposta