Prefeitura de Parauapebas tira do páreo descumpridores de exigências de editais

Capital do minério está se tornando canteiro de obras públicas, com destravamento de licitações para serviços públicos por parte do secretário Wanterlor Bandeira, titular da Semob.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Depois de peneirar propostas de interessados em pegar R$ 3.403.828,48 para construir pontes em concreto armado sobre o Igarapé Ilha do Coco, no Bairro Beira Rio, a Prefeitura de Parauapebas derrubou várias empresas que descumpriram o edital de licitação de número 3/2018-024, organizado pela Secretaria Municipal de Obras (Semob). De quatro interessadas em morder o contrato, três foram tiradas do páreo.

A informação foi publicada na edição desta terça-feira (10) do Diário Oficial da União (DOU), que traz o consórcio formado pelas empresas Construtora União Pontes e SPE Engenharia devidamente habilitado para a empreitada. As empresas MMD Jesus, Designe Engenharia e Senege Engenharia foram inabilitadas porque falharam em algum dos itens estabelecidos no edital da concorrência.

O Blog do Zé Dudu levantou que a Semob quer fazer uma ponte de 40 metros sobre o igarapé, em perímetro da Avenida Presidente Kennedy. Segundo o secretário municipal de Obras, Wanterlor Bandeira, a avenida terá sua pavimentação prolongada até a ligação com a Avenida A, nas imediações do prédio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No entanto, existe no trecho em questão um talvegue (espécie de caminho sinuoso) que precisa ser transposto. “A construção da ponte vai favorecer a transposição do talvegue e permitirá proteger a via urbana contra a ação da água, o que poderia prejudicar a segurança do tráfego, ameaçar a estabilidade de taludes e aterros, além de acelerar a deterioração do pavimento”, explica Bandeira, adicionando que a obra garantirá maior fluidez no tráfego, melhorando a mobilidade para acessar bairros como Parque dos Carajás e Cidade Jardim.

Obra no Nova Vida 2

Saiu também na mesma edição do DOU de hoje a confirmação da empresa Designe Engenharia como campeã da corrida para pegar o contrato do asfalto e da drenagem em ruas e avenidas do Bairro Nova Vida 2, periferia de Parauapebas. O Blog do Zé Dudu havia antecipado o resultado na semana passada, quando ocorreu o julgamento das propostas comerciais (veja aqui).

A Designe apresentou como proposta ao processo licitatório de número 3/2019-006 o valor de R$ 7,05 milhões para execução de serviços com os quais a Prefeitura de Parauapebas estimou gastar R$ 7,31 milhões. A concorrente habilitada, Horizonte Construtora, não deu conta de cobrir a proposta, já que ofereceu R$ 7,07 milhões — também abaixo do valor da licitação.

A obra do Nova Vida 2 vai gerar cerca de 100 postos de trabalho na construção civil e, de acordo com o titular da Semob, Wanterlor Bandeira, depois de feitas a drenagem e a pavimentação, a população da comunidade não vai mais sofrer no período de inverno, com os lamentáveis pontos de alagamento. As frentes de trabalho vão passar por 14 ruas e duas avenidas da comunidade, beneficiando diretamente 6.000 moradores.

Relacionados