Prefeitura de Parauapebas quer licitar gestão do aterro sanitário mês que vem

Conferência das propostas comerciais está marcada para o dia 20 de abril. Hoje, governo Darci anunciou ganhadores de contratos de revitalização da Praça dos Metais e de escola na VS-10.
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

Um anúncio feito nesta quinta-feira (19) pela administração do prefeito Darci Lermen prevê que o aterro sanitário do município de Parauapebas vai começar a virar realidade em breve. É que a Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb) fez publicar na edição do Diário Oficial da União (DOU) de hoje que no dia 20 de abril a prefeitura vai receber propostas comerciais para contratar a empresa que vai se responsabilidade pelo aterro.

De acordo com o governo municipal, a vencedora da concorrência vai se responsabilizar por supervisão, gerenciamento, operação e manutenção do aterro, de acordo com o que determina a legislação vigente. A informação pode ser checada aqui.

Além disso, a Prefeitura de Parauapebas anunciou nesta quinta a empresa que vai revitalizar e construir blocos de alimentação na Praça dos Metais, localizada no Bairro Cidade Nova. A empresa Transvias foi a primeira colocada, predispondo-se a executar o serviço por R$ 5.738.691,40, à frente da construtora F & F, que ofertou R$ 6.386.216,83 (veja aqui).

Já a Multisul Engenharia faturou o contrato para construção de uma escola de ensino fundamental no complexo VS-10. De acordo com o governo local, a escola terá custo de R$ 5.967.993,83, proposta mais vantajosa para a administração. Os recursos serão pagos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). A homologação do nome da Multisul pode ser conferida aqui.

Publicidade