Prefeitura de Curionópolis abre licitação de R$ 6 milhões para abastecer saúde

Procedimento visa à aquisição de medicamentos de uso comum da população, como analgésicos e antibióticos, assim como para procedimentos de urgência e emergência.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Na próxima terça-feira (18), os interessados em faturar os R$ 6.634.172,28 da licitação aberta pelo prefeito Adonei Aguiar para compra de medicamentos devem apresentar suas propostas na sessão pública do pregão presencial. A administração de Curionópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), vai usar recursos do Fundo Municipal de Saúde para aquisição de 324 tipos de medicamentos de uso comum da população.

O Blog do Zé Dudu folheou o edital e constatou que a Prefeitura de Curionópolis está comprando medicamentos como analgésicos, antitérmicos, de pressão arterial, para controle de herpes, antifúngicos, antibióticos, para aumento de imunidade, entre outros. Um dos mais caros é o frasco de tenecteplase, medicamento indicado para tratamento trombolítico de infarto. Adonei está desembolsando quase R$ 822 mil na aquisição de 144 frascos.

No texto de embasamento da licitação, a Secretaria Municipal de Saúde alega que a aquisição de medicamentos e materiais hospitalares ajuda a garantir o atendimento da população e que os itens licitados são de primeira necessidade, sem os quais muitos procedimentos podem comprometer a vida de pacientes. A Semsa justifica ainda que os quantitativos se baseiam em estudo de demanda, para determinar o ideal necessário.

Para este ano, o orçamento da saúde em Curionópolis está previsto em R$ 14,79 milhões. Nos quatro primeiros meses de 2019, foram liquidados R$ 4,4 milhões e comprometidos outros R$ 1,05 milhão em empenhos. A atenção básica (R$ 2,45 milhões) e a assistência hospitalar e ambulatorial (R$ 1,94 milhão) já consumiram o maior volume de recursos. A folha de pagamento da saúde de Curionópolis abocanhou R$ 2,52 milhões no período.

A administração de Adonei ficou ligeiramente acima do percentual legal (15%) de aplicação em ações e serviços de saúde sobre a receitas de impostos, cravando 17,48% de investimento.

Publicidade

Relacionados