Prefeitura de Canaã anuncia medidas de prevenção ao contágio do coronavírus

Decreto suspende aulas, eventos esportivos, culturais, políticos e religiosos, por 15 dias, e cria o disk coronavírus
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Canaã dos Carajás anunciou as medidas de enfrentamento à pandemia do coronavírus, durante a coletiva de imprensa, realizada nesta quarta-feira, 18, no gabinete do prefeito. O decreto determina a suspensão, por 15 dias, das aulas nas redes pública e privada, além de eventos esportivos, culturais, políticos, científicos, entre outros.

Na área da saúde estão proibidos os agendamentos ambulatoriais, com classificação de não urgente, além das atividades realizadas com idosos, hipertensos, diabéticos e grávidas. Também está suspensa a visitação a pacientes internados no hospital municipal.

As medidas vão afetar também o comércio. As academias e os centros de treinamento devem permanecer fechados. Já os bares, restaurantes e lanchonetes vão funcionar, mas só poderão atender, no máximo, 50 pessoas, além de manterem as mesas com uma distância mínima de dois metros de distância, umas das outras.

Em relação aos funcionários públicos, o decreto determina que os titulares de órgãos e entidades da administração pública podem autorizar do teletrabalho para os grupos de riscos, como as pessoas acima de 60 anos de idade, doentes crônicos, diabéticos, hipertensos e pessoas com câncer.

A prefeitura também criou o disk coronavírus, que vai atender as pessoas que apresentarem sintomas de gripe, após viagens internacionais ou para estados com transmissão comunitária da Covid-19, como Rio e São Paulo. O atendimento será feito pelo telefone (94) 99278-5942, das 8h às 18hs, de segunda a sexta.       

Acompanhado dos secretários e do presidente da câmara, Wilson Leite, o prefeito Jeová Andrade justificou que Canaã recebe pessoas de outros estados e países, e que as medidas são para proteger a população, seguindo a recomendações do Ministério da Saúde.

Publicidade