Prédio da Alepa será reformado ainda neste semestre

Nesta sexta-feira, 12, Comissão de Licitação da Casa vai abrir envelopes das empresas que concorrem ao serviço orçado em R$ 3,3 milhões.
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Demorou, mas finalmente vai sair a reforma do prédio da Assembleia Legislativa do Pará. A licitação, na modalidade pregão presencial do tipo menor preço, por lote, foi publicada no dia 27 de junho deste ano, e nesta sexta-feira, 12, a Comissão de Licitação da Casa irá abrir os envelopes das empresas de engenharia concorrentes, que irão dispor de R$ 3,340 milhões para execução das obras em todo o Palácio Cabanagem, que, literalmente, começava a cair aos pedaços.

Em fevereiro deste ano, parte dos forros da agência Banpará que fica dentro do prédio e do gabinete do líder do Governo, deputado Chicão (MDB), desabou, assustando servidores e visitantes. Não à toa, somente a reforma no gabinete do líder governista irá exigir um investimento de R$ 259,8 mil, conforme a planilha de custos da licitação.

A reforma será realizada nos quatros andares da Alepa e nos anexos, com pintura, reparo de forros, troca de esquadrias e de pisos assim como das coberturas dos anexos Almir Gabriel e Paulo Fonteles. Os reparos e pintura na fachada do palácio, sujo e tomado por plantas, vão sair por R$ 314,4 mil.

A situação do prédio já estava tão vergonhosa para os deputados, que em junho deste ano o líder do MDB na Alepa, deputado Martinho Carmona, em meio ao seu pronunciamento apelou ao presidente da Casa, deputado Daniel Santos (sem partido), que realizasse ao menos a pintura da fachada do Palácio Cabanagem, que em 30 de novembro de 2020 irá completar 50 anos de inauguração.

Os recursos financeiros para atender as despesas decorrentes da licitação estão previstos na dotação orçamentária da Alepa, que agora em 2019 conta com orçamento de R$ 463.904.574,00, ou seja, cerca de R$ 25 milhões a mais que em 2018. Conforme o edital da licitação, a empresa vencedora terá 60 dias para concluir os serviços após a assinatura da ordem de serviço.

A abertura dos envelopes das empresas está marcada para as 9 horas desta sexta-feira, no auditório João Batista.

Por Hanny Amoras – Correspondente do Blog em Belém

Publicidade

Relacionados