Borracheiro é a quarta pessoas assassinada em três dias em Parauapebas

Duas mortes no domingo, uma ontem e outra hoje. Esse é o saldo da violência em 72 na cidade e zona rural. Dois homens foram assassinados a facadas e dois eliminados a tiros
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O Departamento de Homicídios da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, de Parauapebas, tem mais um assassinato para investigar. Desta feita a vítima foi o borracheiro Edmar de Jesus, 51 anos, mais conhecido “Borracha”. Ele foi eliminado com três tiros, provavelmente de revólver calibre 38, por volta da 07h30 desta quarta-feira (10), na Rua Vinicius de Morais, entre as ruas Goiás e Estrela Dalva, no Bairro Liberdade I.

De acordo com informações colhidas no local do crime, Edmar de Jesus havia acabado de abrir sua borracharia na companhia de um dos filhos, quando dois desconhecidos chegaram em moto Honda POP, preta, sem as carenagens.

Um deles desceu perguntando ao filho do borracheiro onde ele estava. Sentado na frente da oficina o rapaz teria respondido: “Meu pai está lá dentro”. O pistoleiro, então, entrou no estabelecimento, encontrou Edmar de Jesus e o matou com três tiros à queima-roupa.

Ainda segundo as informações, após os estampidos, enquanto o desconhecido saía do local na moto, pilotada por um comparsa, o filho do borracheiro entrou correndo e já encontrou o pai agonizando no chão, próximo do banheiro. O Samu chegou a ser chamado, mas os socorristas constataram que Edmar de Jesus já estava morto. Ele foi atingido por duas balas na cabeça e uma no rosto.

Levantamento feito na 20ª Seccional Urbana aponta que Edmar respondia a processos por tráfico de entorpecentes e por estupro e esteve preso de 18 de maio de 2017 a 7 de agosto de 2018.

O borracheiro é a quarta pessoa assassinada em Parauapebas, de domingo até hoje. Na madrugada de domingo (7), foram assassinados, a facadas, Ernandes Nasaré Silva, 47, na Vila Palmares II; Gabriel Medeiros Sacramento, 20, no Bairro dos Minérios; e, na noite de ontem, terça-feira (9), terça-feira (9), André Cunha Maciel, 30, foi executado a tiros no Bairro Rio Verde.

(Caetano Silva)

Publicidade

Relacionados