Por Dilma, Reitor da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – Unifesspa – vai apresentar amanhã sua carta de renúncia ao Conselho Superior

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

reuniãoDurante reunião da Coordenação da Administração Superior da Unifesspa (CAS), realizada na tarde desta segunda-feira (16), o reitor pro tempore, Maurílio Monteiro, anunciou que vai renunciar ao cargo que ocupa desde 2013, por designação da presidente democraticamente eleita.

O motivo foi a aprovação da instauração de processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, no Senado Federal e o atual cenário de incertezas e dúvidas percebido pelo gestor sobre o futuro da educação superior no país.

“A destituição, sem base legal, da Presidenta longe de resolver a crise institucional, política e econômica, aprofunda-a e, concomitantemente, abre profundas dúvidas sobre o futuro do Brasil, e, sobretudo, incertezas em relação à consolidação e ao destino da Unifesspa. Contexto político e institucional que me conduziu a convocar reunião extraordinária do Conselho Superior da Instituição, na qual apresentarei a renúncia ao cargo de Reitor pro tempore da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará”, afirmou.

Para comunicar oficialmente a decisão, foi convocada uma reunião extraordinária do Conselho Universitário (Consun), que será realizada na próxima quarta-feira (18), às 15h, no Mini Auditório do PDTSA, localizado na Unidade III, do Campus de Marabá.  Durante a reunião, será feita a entrega da Carta de Renúncia pelo reitor e discutidos os desdobramentos da decisão.

“A vacância do cargo, nos termos da legislação em vigor, confere a este Conselho Universitário a prerrogativa de organizar o processo eleitoral visando compor a lista com os nomes a serem indicados pela comunidade Universitária para ocuparem os cargos de Reitor e de Vice-Reitor”, ressaltou o reitor.

Fonte: Unifesspa