População de Canaã dos Carajás realiza caminhada contra a pedofilia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Em Canaã dos Carajás, sudeste do Pará, sábado, 31, cerca de 2 mil pessoas percorreram as principais ruas da cidade na caminhada da campanha “Canaã Contra a Pedofilia”. O evento contou com a participação maciça da população e também de autoridades do município. A caminhada foi o pontapé inicial de um projeto bem maior para proteger as crianças e adolescentes contra o abuso sexual.

Caminhada Canaã dos Carajás

Estiveram presentes o prefeito municipal Jeová Andrade e sua esposa, a primeira dama Wayna Andrade, que coordena a campanha dentro da prefeitura; O vice-prefeito Alexandre Pereira dos Santos; o presidente da Câmara Municipal, vereador Ailson Ferreira Alves; o juiz de direito da Comarca Dr. Lauro Fontes Júnior; a representante da OAB em Canaã dos Carajás Drª Josemira Gadelha; o representante da mineradora Vale, Daniel Florenzano; a psicóloga do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, Drª. Yanne Alves de Amorim; o comandante da Polícia Militar em Canaã dos Carajás, Capitão Aquino; representantes do Conselho Tutelar e de entidades religiosas; entre outras autoridades.

O evento teve início após concentração na Avenida Weyne Cavalcante, enfrente ao Sossego Esporte Clube, por volta das 16h, na entrada da cidade. Em seguida a comitiva saiu caminhando à frente sob o som da Orquestra Renascer, com apoio do Departamento Municipal de Trânsito – DMTC e Polícia Militar até a praça central, onde os participantes se reuniram para cantar o hino nacional brasileiro e ouvir os pronunciamentos das autoridades.

A representante da OAB, Drª. Josemira Gadelha agradeceu a participação ativa da população e alertou os presentes acerca da estatística de casos de abuso sexual contra crianças ou adolescentes registrados junto ao Conselho Tutelar do município, que indica quase quarenta casos só neste primeiro semestre de 2013, o que já supera todo o ano de 2012 e “é exatamente por isso que esta campanha é necessária e justa, esta campanha também evidencia a necessidade de se falar sobre o assunto”, comentou Josemira, “temos que dar uma basta nisso!”, concluiu.

Daniel Florenzano enfatizou que pedofilia é um tema da mais alta importância e “precisa ser discutido com seriedade pelas autoridades, principalmente em um município tão promissor como o nosso”, afirmou. Daniel acredita que esta tem que ser uma campanha coletiva e se todos se unirem em prol desta causa, ela surtirá o efeito desejado. Daniel concluiu dizendo que está à disposição para dar todo o apoio cabível à iniciativa.

O prefeito Jeová Andrade, que desde o início colocou o poder municipal a serviço dos organizadores da campanha, principalmente a sua Assessoria de Comunicação, para que criasses a identidade visual da campanha, disse que “não é porque o nosso município está crescendo em ritmo acelerado que vamos deixar criminalidades como esta aumentar também, a pedofilia é crime e precisa ser combatida”. O prefeito agradeceu à todas as organizações que estiveram empenhadas para o sucesso da campanha e convocou a sociedade para que tenham em mãos os números de denúncia e façam uso dos mesmos. Denunciem.

Após o prefeito, o presidente da Câmara Municipal, vereador Ailson Ferreira também se pronunciou dizendo que, na condição de pai, é doloroso ver qualquer mal, por menor que seja, acometer os filhos, “pior então é saber que uma criança indefesa, que é o nosso maior patrimônio, foi molestada assim”.

Já o Capitão Aquino, disse que o trabalho da polícia tem sido incansável para monitorar possíveis focos de pedofilia, em lugares como esquinas escuras e bares da cidade. O capitão convocou a sociedade à decorar os números de denúncia. “Podem ligar com o número de vocês restrito, não tem problema não se identificar, o importante é denunciar”, concluiu.

A psicóloga do CREAS Drª. Yanne Amorim ratificou que é necessário que as pessoas tenham os números para denúncias sempre à mão ou de preferência decorados. “Casos de pedofilia são de difícil tratamento, agridem a consciência das crianças, prejudicam a vida escolar delas e podem deixar sequelas para o resto da vida”, disse Yanne, “esta campanha é essencial para divulgarmos os números, precisamos fazer isso pelas nossas crianças”, concluiu.

Para o juiz de direito da Comarca, Dr. Lauro Fontes Júnior, “o combate à pedofilia passa por uma alteração de valores e paradigmas culturais. Por isso que essa campanha tem como objetivo principal a difusão da informação. A educação e o conhecimento é a chave mestra dessa campanha, pois somente assim poderemos agir de forma profilática, atingindo as famílias e erradicando essa patologia”, conclui.

2 comentários em “População de Canaã dos Carajás realiza caminhada contra a pedofilia

  1. CANAENSE Responder

    É uma coisa mais retórica, mas essa campanha pra ser contra a pedofilia deveria ter o foco no pedófilo e sua patologia que é incurável. Por isso é mais coerente adotarmos o foco da campanha utilizada pelo Governo Federal que é contra violência e exploração sexual de criança e adolescentes.

  2. leonardo Responder

    “O combate à pedofilia passa por uma alteração de valores e paradigmas culturais.” Palavras nobres (V. Ex.ª) e muito bem oportuna para região.

Deixe seu comentário

Posts relacionados

%d blogueiros gostam disto: