Polícia

Polícia prende suspeito de duplo sequestro em Redenção

Policias civis da Divisão de Homicídios de Belém estiveram em Redenção na última sexta-feira (15), onde prenderam Jonatan Coimbra da Silva, dentro do Hospital Regional. Ele é apontado como um dos responsáveis pelo sequestro de Adson Bruno Sousa Lima, 25 anos, e Francisco de Oliveira Machado, 26, em 2 de outubro do ano passado. Desde essa data, os dois rapazes nunca mais foram vistos, para desespero dos familiares.     

De acordo com o delegado Juliano Corrêa, responsável pelo caso, foram necessários vários meses e investigação para chegar ao acusado: “A polícia chegou a esse indivíduo através do retrato falado. Aplicamos todos os recursos nesta investigação. O suspeito foi reconhecido pelos familiares das vítimas, decretamos a prisão dele, capturado dentro de uma unidade de saúde”.

A prisão ocorreu depois que Jonatan sofreu um acidente de moto no município de Floresta do Araguaia, onde segundo o delgado, ele atuava no ramo de comércio.

Juliano Corrêa disse ainda que Jonatan da Silva é suspeito de ter envolvimento com crimes de pistolagem, mas, interrogado, permaneceu em silencio. “Mesmo ele em silêncio, existem provas técnicas contra ele, todas apesentadas ao Poder Judiciário e ao Ministério Público. Foi decretada a prisão porque, pelo conjunto de provas, concluiu-se que Jonatan estava na cidade de Redenção no momento exato, na frente da casa das vítimas. Outras circunstâncias colaboraram para se chegar à prisão dele. Jonatan confessou que tem um carro da mesma cor e modelo do veículo usado pelos dois sequestradores. Porém, não disse o paradeiro do veículo”, concluiu o delegado.

O acusado já foi removido para o presidio e está à disposição da Justiça. Agora, a Divisão de Homicídios luta para prender o comparsa de Jonatan e identificar o local onde estão os jovens, seja com vida ou mortos.

Ricardo de Oliveira irmão de Francisco, relatou à Reportagem do Blog que está se sentido aliviado. “Que a justiça seja feita. Quero parabenizar a polícia por trazer esta resposta a nós. A partir de agora queremos saber onde estão estes garotos”, disse.

Conheça a o caso

De acordo com as famílias das vítimas, em 2 de outubro de 2018, dois homens armados, que se identificaram como policiais, chegando a casa de Francisco e o obrigaram a levá-los até a casa de Adson. Os falsos policiais colocaram as vítimas em um carro Fiat Uno, de cor branca, e disseram para os familiares que eles iriam para a delegacia prestar depoimento sobre uma moto que tinha sido usada pelos amigos dias antes. Essa foi a última vez que os rapazes foram vistos em Redenção. 

Deixe seu comentário