Polícia prende suspeito de duplo sequestro em Redenção

O crime ocorreu em outubro passado, quando dois homens, se passando por policiais, tiraram dois jovens de casa e sumiram com eles
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Policias civis da Divisão de Homicídios de Belém estiveram em Redenção na última sexta-feira (15), onde prenderam Jonatan Coimbra da Silva, dentro do Hospital Regional. Ele é apontado como um dos responsáveis pelo sequestro de Adson Bruno Sousa Lima, 25 anos, e Francisco de Oliveira Machado, 26, em 2 de outubro do ano passado. Desde essa data, os dois rapazes nunca mais foram vistos, para desespero dos familiares.     

De acordo com o delegado Juliano Corrêa, responsável pelo caso, foram necessários vários meses e investigação para chegar ao acusado: “A polícia chegou a esse indivíduo através do retrato falado. Aplicamos todos os recursos nesta investigação. O suspeito foi reconhecido pelos familiares das vítimas, decretamos a prisão dele, capturado dentro de uma unidade de saúde”.

A prisão ocorreu depois que Jonatan sofreu um acidente de moto no município de Floresta do Araguaia, onde segundo o delgado, ele atuava no ramo de comércio.

Juliano Corrêa disse ainda que Jonatan da Silva é suspeito de ter envolvimento com crimes de pistolagem, mas, interrogado, permaneceu em silencio. “Mesmo ele em silêncio, existem provas técnicas contra ele, todas apesentadas ao Poder Judiciário e ao Ministério Público. Foi decretada a prisão porque, pelo conjunto de provas, concluiu-se que Jonatan estava na cidade de Redenção no momento exato, na frente da casa das vítimas. Outras circunstâncias colaboraram para se chegar à prisão dele. Jonatan confessou que tem um carro da mesma cor e modelo do veículo usado pelos dois sequestradores. Porém, não disse o paradeiro do veículo”, concluiu o delegado.

O acusado já foi removido para o presidio e está à disposição da Justiça. Agora, a Divisão de Homicídios luta para prender o comparsa de Jonatan e identificar o local onde estão os jovens, seja com vida ou mortos.

Ricardo de Oliveira irmão de Francisco, relatou à Reportagem do Blog que está se sentido aliviado. “Que a justiça seja feita. Quero parabenizar a polícia por trazer esta resposta a nós. A partir de agora queremos saber onde estão estes garotos”, disse.

Conheça a o caso

De acordo com as famílias das vítimas, em 2 de outubro de 2018, dois homens armados, que se identificaram como policiais, chegando a casa de Francisco e o obrigaram a levá-los até a casa de Adson. Os falsos policiais colocaram as vítimas em um carro Fiat Uno, de cor branca, e disseram para os familiares que eles iriam para a delegacia prestar depoimento sobre uma moto que tinha sido usada pelos amigos dias antes. Essa foi a última vez que os rapazes foram vistos em Redenção. 

Publicidade

Relacionados