Polícia prende criminosa considerada “primeira dama” do PCC em Parauapebas

Ela planejou o assassinato de adversário integrante do Comando Vermelho, em agosto do ano passado
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

Nesta quinta-feira (16), a Polícia Civil deu cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva expedido pela 2ª Vara Criminal de Parauapebas contra Bruna Izaura de Medeiros Araújo, mais conhecida como “Primeira Dama”. Ela é acusada de participação no assassinato de Ítalo Rodrigues da Silva, ocorrido em 29 de agosto de 2019.

No dia do crime, Ítalo estava na porta da casa dele, localizada na Rua Jorge Amado, Bairro Caetanópolis, quando foi executado com três tiros de arma de fogo. A eliminação se deu em razão da rivalidade entre facções. Os tiros acertaram o rosto, o ombro e a barriga do rapaz, que seria membro do Comando Vermelho.

As investigações, comandadas pela delegada de Polícia Civil  Yanna Kaline de Azevedo, da Divisão de Homicídios da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, revelaram que a motocicleta que levava os  criminosos era pilotada por Paulo Henrique da Silva Reis, preso pela Polícia Civil no último dia 13; e apontaram ainda que Bruna Araújo participou do planejamento para a execução.

Ele ficou conhecida no mundo do crime como “Primeira Dama” devido relação amorosa com um dos cabeças do PCC em Parauapebas, Willas Ramon Soares Sousa, o “Boneco da Nike”, que também está atrás das grades.

(Caetano Silva)

Publicidade
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir