Polícia Civil realiza operação que investiga desvio de verbas do programa “Asfalto para todos”

Empresas, servidores e ex-servidores são suspeitos de envolvimento em crimes de fraude à licitação, peculato, associação criminosa e corrupção ativa.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Na manhã desta quinta-feira (04), Policiais Civis da Diretoria Estadual de Combate à Corrupção, deram cumprimento a mandados de busca e apreensão nas residências de servidores e ex-servidores da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Obras Públicas, atuantes no período de 2013 a 2018.

A ação investiga empresas, servidores e ex-servidores pelos crimes de fraude à licitação, peculato, associação criminosa, corrupção ativa e passiva referente aos desvios de verbas públicas.

A investigação teve início há mais de um ano e meio e visa a apurar indícios de fraude em licitação e desvios de verbas públicas no programa Asfalto na Cidade, durante o período de 2013 a 2018, cujo objetivo era melhorar a malha viária dos municípios paraenses e, somente em 2018, custou mais de R$ 360 milhões aos cofres públicos.

Mais de 40 policiais civis distribuídos em equipes atuaram nas três fases da operação, na Capital e Interior do Estado.

No último sábado (30) e segunda-feira (01), foram cumpridos mandados de busca e apreensão de materiais e feita uma prisão em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Nos dois dias de operação foram apreendidos documentos, aparelhos celulares, computadores e um valor em moedas estrangeiras. Todo o material está sendo periciado e analisado.

(Agência Pará)

Publicidade