Polícia

Polícia Civil elucida crime de latrocínio em Jacundá

Com a prisão, na última semana, do segundo indivíduo acusado de matar um servidor público para roubar a moto dele, o caso está encerrado. Resta, agora, a Justiça julgar os criminosos

O delegado Sérgio Máximo dos Santos conclui com êxito uma investigação iniciada em 8 de fevereiro deste ano, quando a dupla Luilton da Silva Santos, 20 anos, e Natan Mesquita da Silva, 18, o “Neguinho do Buriti”, assassinou o servidor público Genivaldo Araújo da Silva para roubar a motocicleta dele. Os dois são acusados também de matar o trabalhador rural Milton Neves Soares, 59 anos.

Luilton da Silva Santos

A prisão de Natan aconteceu horas depois do crime de latrocínio, quando ele foi preso pela Polícia Militar. Na Delegacia da Polícia Civil, ele não quis carregar sozinho com o peso da lei e entregou o cúmplice Luilton, preso na semana passada em Paragominas.

Sérgio Máximo disse à Reportagem que, desde a prisão de Natan, colocou os investigadores Jefferson Frank e Sidney Araújo no caso. “Desde o início do crime que vitimou o servidor público de Jacundá, a investigação chegou ao nome de Luilton. E seguiu os passos dele por várias cidades”, detalha o delegado.

A primeira vítima da dupla foi o trabalhador rural Milton Neves Soares, 59 anos, caso registrado no dia 18 de janeiro deste ano, em Breu Branco. Eles teriam roubado uma moto na cidade de Jacundá naquela manhã, de onde seguiram pela estrada rural da Moran Madeira que abrange três municípios do sudeste paraense: Jacundá, Goianésia do Pará e Breu Branco. Na estrada, fizeram uma tocaia para fazer nova vítima. Na ocasião, Milton passou pela estrada e foi morto a pauladas.

Enquanto Genivaldo Araújo da Silva, servidor da Prefeitura de Jacundá, foi morto a pauladas e por esfaqueamento. O latrocínio aconteceu por volta de 2h30 do dia 8 fevereiro, quando a vítima passava pelo Aeroporto com destino à residência dele, que fica no mesmo residencial onde “Neguinho do Buriti” mora. Em depoimento ao delegado Sérgio Máximo, responsável pela condução do inquérito, Neguinho detalhou que estava em direção ao centro da cidade e abordou a vítima para roubar a moto.

Deixe seu comentário