Polícia apreende três dos dez envolvidos no assassinato da menina Kechily

A garota, após cinco dias desaparecida, foi encontrada decapitada na manhã de sábado. O prefeito Darci Lermen divulgou comunicado se solidarizando com a família da jovem
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil apreendeu, na tarde de ontem, sábado (14), três dos dez adolescentes suspeitos de terem matado e degolado a menina Kechily Costa de Sousa, 13 anos, cujo corpo foi encontrado separado da cabeça. Ela estava desaparecida de casa desde a última segunda-feira (9). Embora as autoridades não tenham liberado os depoimentos, a Reportagem levantou que a garota teria sido assassinada por supostamente pertencer a uma facção criminosa. O pai de Kechily já havia levantado essa hipótese, mas em relação ao namorado dela.

O prefeito Darci Lermen, em nome do município, expediu comunicado lamentando profundamente o falecimento da jovem. Ela era filha da servidora Alaíde Costa.

“Neste momento de tristeza e dor, o governo municipal se solidariza com a família e amigos, pedindo a Deus que lhes dê forças para superar essa perda irreparável.

A Prefeitura também informa que todos os órgãos de segurança municipais darão o apoio necessário para a elucidação deste caso e espera que os envolvidos sejam punidos com os rigores da lei”, diz o comunicado.

Os jovens apreendidos, após prestarem depoimento, foram encaminhados ao Centro de Perícias Científicas “Renato Chaves” para exame de corpo de delito. A Polícia Civil segue nas ruas a fim de apreender os demais envolvidos na barbaridade. Nas próximas horas, novas apreensões devem acontecer.

(Caetano Silva)

Publicidade