Pistoleiros executam presidente de associação suplente de vereador pelo PP

Francisco da GAMPP teve 471 votos nas últimas eleições e ficou como suplente
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O professor Francisco da Silva, presidente do Grupo de Apoio à Moradia Popular de Parauapebas (GAMPP), 38 anos, natural de Itupiranga, foi executado no início da manhã desta sexta-feira (20), com três tiros, por dois desconhecidos. Ele estava na sede da entidade, no Bairro Beira Rio II, próximo do antigo pátio de retenção do DMTT, conversando com duas pessoas, quando ocorreu o assassinato.

De acordo com as primeiras informações levantadas pelo Blog, diariamente ele chegava cedo para despachar com pessoas interessadas da aquisição de lotes urbanos e, nesta semana, após as eleições, estava liberando alguns desses terrenos.

Segundo as testemunhas, dois homens chegaram em uma motocicleta Honda Bros, estacionaram a certa distância, e entraram na sede de entidade chamando Francisco pelo nome completo.

Francisco atendeu os desconhecidos e foi conversar com eles um pouco afastado das duas pessoas a quem atendia minutos antes. Ainda de acordo com elas, após alguns segundos de conversa, um dos homens sacou uma arma da cintura e disparou três vezes contra a vítima. Em seguida foram embora na mesma moto, enquanto as testemunhas se dirigiram à Polícia Civil para comunicar o fato.

Francisco da Silva concorreu a uma vaga de vereador na Câmara Municipal de Parauapebas nas eleições do último domingo (15), com o nome de urna de Francisco da GAMPP, pelo PP, obteve 471 votos, não se elegeu, mas ficou como suplente.

NOTA DE PESAR

O Partido Progressistas – Comissão Provisória de Parauapebas – PA, lamenta a morte do amigo e filiado Francisco da Silva, conhecido como Francisco da Gampp, estendendo a todos os familiares, amigos e equipe de campanha do candidato nossa solidariedade e pesar neste triste momento.

Francisco da Silva – Francisco da Gampp foi um homem íntegro, humano que lutou por grandes causas especialmente nas áreas social em nossa cidade, sempre ajudando a construir, desenvolver e melhorar a qualidade de vida dos mais necessitados e de sua comunidade, deixará lembranças e ficará para sempre marcado na história de Parauapebas,

Esperamos e rogamos às autoridades policiais que empreendam, como sempre, todos os esforços na apuração e solução da situação que culminou na morte de nosso filiado, sendo que o Partido Progressistas se coloca desde já a disposição para colaborar naquilo que for preciso.

Parauapebas – PA, 20 de novembro de 2020.

Keniston de Jesus Rego Braga

Presidente da Comissão Provisória de Parauapebas – PA

Partido Progressista

(Caetano Silva)

Publicidade