PF executa operação contra abuso sexual infantil em Viseu e Parauapebas

Nos dois municípios foram cumpridos Mandados de Busca e Apreensão e de Prisão Preventiva
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Federal efetuou, na manhã desta quinta-feira (29), a Operação Atrocitas”, com a finalidade de reprimir os crimes de estupro de vulnerável e de produção e armazenamento de material pornográfico infantil. Três Mandados de Busca e Apreensão e um de Prisão Preventiva foram cumpridos em Viseu, na região bragantina do Estado, e em Parauapebas.

A PF iniciou as investigações baseadas em relatório produzido pelo Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e à Pornografia Infantil na Internet da Polícia Federal. O setor é especializado no combate ao abuso sexual infantil.

Ainda de acordo com a PF, o abusador aproveitava da convivência íntima com as crianças para encontrar oportunidades para fazer o abuso e fotografar as cenas. As imagens então eram armazenadas em aparelhos telefônicos e servidores na Internet.

O abusador pode responder pelos crimes de estupro de vulnerável, produção de conteúdo pornográfico envolvendo criança ou adolescente e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil. A Polícia Federal não informou os nomes dos investigados nos dois municípios.

(Caetano Silva)

Publicidade

Posts relacionados