Esportes

Paysandu perde para o Inter-RS e é eliminado da Copa do Brasil

O Internacional derrotou, nesta quarta-feira, o Paysandu por 1 a 0 no Estádio Mangueirão pela segunda partida das oitavas de final da Copa do Brasil. Sem ser brilhante, o Colorado mostrou eficiência na chance que teve e brilhou a qualidade do centroavante Paolo Guerrero, que fez o único tento do jogo.

Agora, o Internacional aguarda o sorteio na sede da CBF, em data a ser definida, para conhecer o seu adversário na próxima fase. Os confrontos estão marcados para os dias 10 e 17 de julho.

Pelo Brasileiro, o Internacional recebe no domingo o Avaí, às 19h00 (de Brasília), no Estádio Beira-Rio, pela 7ª rodada da competição. No mesmo dia, o Paysandu pega o São José-RS, às 18h00 (de Brasília), no Curuzu, pela 6ª rodada do Grupo B da Série C.

O jogo

Precisando reverter a desvantagem, o Papão começou pressionando o Colorado. Já os visitantes tentam frear o ímpeto dos mandantes. Mais uma vez usado o VAR, aos 03, Cuesta faz lançamento de três dedos para Nico López. O uruguaio tocou de calcanhar para Guerrero, que dominou, limpou a marcação e finalizou no ângulo. A arbitragem assinalou impedimento que foi confirmado pelo vídeo.

Os donos da casa apelam para cruzamentos de bola aérea, porém sem sucesso. Por sua vez, o Internacional tem mais posse de bola e tentou encontrar um espaço na defesa do Paysandu. Aos 16, Edenílson cobrou falta para o ataque. Emerson Santos subiu de cabeça e desviou para o gol. A bola levou muito perigo. Quatro minutos depois, Edenílson foi acionado dentro da área e escorou para trás. Parede apareceu e finalizou de primeira, para fora.

Sem força para segurar a bola lá na frente, os donos da casa estão sendo bem vigiados pelos vermelhos. O Colorado tem pecado no último passe. Aos 31, Guilherme Parede recebeu dentro da área, dominou para trás e fez o giro. O chute saiu fraco, diretor para fora.

A transição ofensiva do Inter não tem funcionado nesse primeiro tempo. Os comandados de Odair Hellmann erram muitos passes o que dificultou a penetração na área. Por outro lado, o Paysandu se mostrou um time impotente. Que chance o Colorado perdeu, aos 47, Nico deixou Uendel livre dentro da área, pela esquerda. O lateral tentou o cruzamento para Edenílson, mas Thiago Primão se antecipou e afastou. A bola voltou para Uendel, que rolou para Guerrero, livre dentro da área. O peruano chutou por cima do gol.

Uma blitz total do Papão no início do segundo tempo e brilhou a estrela do goleiro Marcelo Lomba. Aos 07, após o cruzamento, Nicolas subiu de cabeça e mandou no ângulo. Lomba voou e espalmou para salvar o Internacional. No minuto seguinte, no rebote Tiago Luís arriscou de fora da área. Lomba faz nova defesa e evitou o gol do Papão.

Não demorou muito a resposta vermelha, aos 10, Nico recebeu dentro da área, limpou da marcação e finalizou com pé esquerdo. Mota voou e fez grande defesa. Aos 16, Bruno Collaço cobrou a falta, mas a bola desviou na barreira e subiu. Lomba dá um tapinha para escanteio. Aos 17, Bruno Oliveira subiu de cabeça e mandou para fora. O lateral reclamou toque de mão de Victor Cuesta no lance. O zagueiro saltou com o braço erguido, mas o árbitro mandou o jogo seguir.

Os espaços para o contra-ataque surgiram para os vermelhos. Aos 17, Bruno Oliveira faz falta dura em Guilherme Parede e como já tinha amarelo foi mais cedo para o chuveiro. Aos 20, Guilherme Parede é acionado dentro da área e saiu na cara de Mota. O atacante finalizou, mas o goleiro fez grande defesa. Com a um menos, o Papão já não conseguiu ter o mesmo ímpeto do começo da etapa final. Aos 28, D´Alessandro dominou na entrada da área, ginga contra a marcação e finalizou colocado no pé esquerdo. Foi para fora com desvio.

Apesar da vantagem, os vermelhos ficam mais tempo com a bola. Na base da empolgação o Paysandu tentou chegar a frente, mas sem profundidade. Aos 39, Pimentinha recebeu pela direita, driblou para Cuesta e invadiu a área. Na cara de Lomba, o atacante finalizou com força, mas mandou direto para fora. Em uma boa trama o Colorado chegou ao gol, aos 40, D´Alessandro dominou pela direita e acionou Sarrafiore. O garoto escorou para trás, nos pés de Guerrero, que emendou de primeira sem chance para Mota.

Na reta final o Internacional tratou apenas de administrar o resultado e confirmou que avançou para as quartas de final da competição. O Paysandu assustou apenas nos primeiros minutos do segundo tempo, porém parou nas suas limitações.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU 0 x 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio Mangueirão, em Belém (PA)

Data: 29 de maio, quarta-feira

Horário: 19h15min (de Brasília)

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB)

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP) auxiliado por Gilberto Rodrigues Castro Junior (PE) e Oberto da Silva Santos (PB)

Cartão amarelo: Bruno Oliveira, Paulo Rangel, Caíque Oliveira (Paysandu), Nico López, Nonato (Internacional)

Cartão vermelho: Bruno Oliveira (Paysandu)

Gol: Guerrero (Internacional), aos 40 minutos do segundo tempo.

PAYSANDU: Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Caíque Oliveira, Thiago Primão (Leandro Lima) e Tiago Luís (Marcos Antônio); Vinícius Leite, Paulo Rangel (Pimentinha) e Nicolas

Técnico interino: Leandro Niehues

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Victor Cuesta e Uendel (Bruno); Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nonato e Guilherme Parede (D´Alessandro); Nico López (Sarrafiore) e Paolo Guerrero

Técnico: Odair Hellmann

Fonte: Terra

Deixe seu comentário