Esportes

Paysandu despacha rival e vai atrás do tri

No Re-Pa de número 751, deu Paysandu. O Papão venceu o rival por 3 a 1 e está na final da Copa Verde, em partida disputada neste domingo, no Mangueirão. O primeiro jogo da semifinal, tinha terminado em empate sem gols.

O Paysandu garantiu a vaga somente no final do jogo, com gols marcados aos 45 e aos 47. Os gols de Hygor Silva, Nicolas e Léo Baiano mantém vivo o sonho do tricampeonato da Copa Verde. É a quinta final que o Papão chega e será a última chance de conquistar algo em 2019. O Paysandu segue sem perder em 2019 para o Remo e está há 20 jogos consecutivos sem derrota para o rival.

Para o Leão, 2019 acabou. O time não tem mais nada para disputar e volta a campo oficialmente apenas em janeiro, no Parazão.

ADVERSÁRIO

O Paysandu vai aguardar o adversário da final, que vai sair do confronto entre Goiás e Cuiabá. A partida será realizada só dia 23 de outubro. O Goiás venceu a primeira partida por 1 a 0.

O campeão da Copa Verde garante vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil.

REMO MELHOR

O Remo foi melhor no primeiro tempo, teve três boas oportunidades. O Paysandu teve apenas uma, mas foi a melhor do primeiro tempo – no final de jogo.

Zotti foi o grande jogador do Remo, articulando as jogadas no setor ofensivo, sempre procurando Neto Baiano e Gustavo Ramos. O último teve boa chance aos 25, mas bateu cruzado para fora, após lançamento de Zotti.

O primeiro tempo foi marcado pela forte marcação, algumas vezes até também com excesso de vontade. Foram cinco cartões amarelos aplicados, dois para o Remo, três para o Papão.

Os últimos minutos foram mais emocionantes. O Paysandu só chegou pela primeira vez no final do primeiro tempo e quase abriu o marcador. Aos 44, Nicolas acertou a trave e Vinícius espalmou na sequência. No rebote, Ygor desperdiçou. O Remo respondeu aos 49 com Gustavo Ramos, mas Micael salvou em cima da linha.

SAÍRAM OS GOLS

O Paysandu voltou mais aceso no segundo tempo. E logo aos quatro minutos, Hygor, de cabeça, exigiu grande defesa de Vinícius. O Remo também buscava o ataque.

Melhor em campo, o Papão, que chegava com facilidade, abriu o marcador aos 13, com Hygor Silva. Após bola levantada na área, Nicolas desvia de cabeça e Hygor só empurrou para o ataque.

Em vantagem no placar, o Paysandu se segurou como pôde e buscava sair em contra-ataque para matar o jogo. O Remo pressionava. Aos 30, Marcão, de cobertura, quase empatou. Sete minutos depois, o Remo empatou. Após vacilo de Uchôa, Neto Baiano aproveita o bate-rebate e marca o gol.

O gol animou o Remo que pressionava ainda mais o Paysandu.

Porém quando todo mundo a definição da vaga nos pênaltis, o Papão matou o jogo. Aos 55, Nicolas fez o segundo de cabeça após cruzamento de Bruno Collaço. Dois minutos depois, Léo Baiano sacramentou a vitória, aproveitando falha na saída de jogo do Remo.

Fonte: futebolinterior

Deixe seu comentário