Parauapebas: Obras do Prosap avançam na área do Igarapé Ilha do Coco

Nessa primeira etapa do projeto, serão construídos mais de três quilômetros de vias marginais, que vão melhorar a trafegabilidade na área e dá outro visual ao perímetro
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

As obras de construção de novas vias às margens do Igarapé Ilha do Coco avançam nessa primeira etapa do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap). As execuções resultarão em maior proteção ao canal, assim como vai melhor à mobilidade urbana na área do projeto e trazer benefícios para toda a comunidade.

De acordo com o engenheiro civil do Prosap, Lucas Carvalho, nessa primeira etapa serão construídos 3,44 quilômetros de vias marginais ao longo do Igarapé Ilha do Coco, em ambos os lados do canal, com sarjeta, meio-fio, calçada e ciclofaixa, além de dispositivos de drenagem, sinalização e iluminação pública.

“Ainda na semana passada, realizamos uma obra de drenagem visando à melhoria de uma situação ocorrida em uma margem do viário na Rua 19, que gerou um alagamento pontual. Como ainda vamos aumentar a dimensão do sistema viário, uma drenagem provisória foi executada com a implantação de manilhas”, explica o engenheiro.

O sistema viário vai interligar os bairros Liberdade e Rio Verde, alcançando a Avenida Liberdade e a estrutura em construção em frente à prefeitura municipal. “Com os Parques Lineares do Liberdade e Rio Verde, o Parque Urbano Municipal e a lagoa, a população terá mais lazer e bem-estar”, destacou Lucas Carvalho.

Do quintal da casa onde mora, a aposentada Maria Pereira Batista, de 66 anos, acompanha a movimentação de homens e máquinas da empresa Transvias, que está realizando as obras no local. Moradora da Rua 19, no Bairro União, Maria Pereira está confiante que as obras trarão melhorias para a localidade.  “Se Deus quiser, isso aqui vai ficar muito bom. Vai melhorar cada dia mais. Agora eu estou gostando. Meu filho também está satisfeito”, diz a aposentada.

Tina DeBord

Foto: Ascom PMP