Parauapebas: Município lança Campanha Dezembro Vermelho

Durante o mês de dezembro, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) das zonas urbana e rural realizarão atividades educativas e testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites B e C
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A programação da Campanha Dezembro Vermelho foi oficialmente lançada nesta terça-feira (1º) em Parauapebas, data em que é celebrada o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Este ano, a campanha tem como tema “Atenção, cuidado e prevenção! #ParauapebasPrevenido”.

A programação da campanha e seus objetivos foram apresentados na sede do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA)/Serviço de Atenção Especializada (Sae) pelo representante da ONG Amigos para sempre, Vangberto Sousa; Ana Lúcia Silva, da Pastoral da AIDS; e pelos profissionais da rede pública de saúde.

As ações do Dezembro Vermelho buscam sensibilizar a população quanto à importância do acesso à informação adequada sobre HIV e sobre a evolução dos métodos de prevenção e de tratamento da doença. Parauapebas é dos municípios que ainda apresentam alta taxa de contaminação por HIV.

Diante dessa realidade, a campanha tem como objetivo orientar a população sobre as formas de infecção pelo vírus e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs); promover práticas de prevenção, incentivando o uso de preservativos e todos os métodos de prevenção combinada; divulgar os serviços públicos de testagem rápida; captar pessoas para realização de testes rápidos; e contribuir para romper os preconceitos e estigmas que envolvem o HIV/AIDS.

Segundo o secretário de Saúde de Parauapebas, Gilberto Laranjeiras, a campanha de cunho nacional é de extrema importância para alertar a sociedade sobre a importância de se prevenir contra a doença, que continua fazendo vítimas no País. “A AIDS não apresenta sintomas. Por isso, o diagnóstico precoce e o acompanhamento médico, desde o início, são fundamentais para interromper a cadeia de transmissão do vírus e, também, para que o tratamento seja realizado da maneira adequada”, frisa Gilberto.

Segundo a Secretaria de Saúde, quando a pessoa testa positivo para o HIV é encaminhado para o tratamento especifico. A pessoa, no entanto, precisa seguir com o tratamento, uma vez que a doença não tem cura, mas pode ser controlada com medicamentos disponíveis nas unidades de saúde. O tratamento para as infecções são disponibilizados nas farmácias das unidades.

De acordo com dados do CTA/SAE- Parauapebas, de janeiro até dezembro de 2020 foram notificados 73 novos casos de HIV/AIDS no município, sendo que 56 são HIV, 13 são AIDS e quatro casos de HIV em gestantes. Para dar cobertura ampla à programação, durante o mês de dezembro as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) das zonas urbana e rural realizarão atividades educativas e testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites B e C.

Cada UBS terá uma data e horário específico para palestras informativas abordando ISTs, oferta de testes rápidos, distribuição de folders e preservativos. Além disso, o CTA vai realizar o corujão, que é para atender as pessoas que não tem tempo durante o dia.

Esse atendimento noturno será realizado nos dias 3, 10 e 17, com atendimento estendido das 18h às 00h. Ainda durante a programação, serão realizadas blitze preventivas no dia 5, na Praça do Cidadão, Bairro Rio Verde – 08h às 11h; no dia 12, Avenida dos Ipês, próximo à feira/supermercado Verdurão, no Bbairro Cidade Jardim – 08h às 11h; e no dia 19, na Rotatória da Rua 14, Bairro Cidade Nova, de 08h às 11h.

(Tina Santos- com informações da Ascom PMP)