Parauapebas dispara quadro de medalhas no Open Nacional de Karatê no Distrito Federal

A Federação Paraense de Karatê (Fepak) volta para casa com mais de 30 medalhas na bagagem
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Neste final de semana atletas de Parauapebas estiveram representando o Pará no Open Nacional de Karatê, por meio da Federação Paraense de Karatê (Fepak), filiada à Confederação Nacional de Karatê do Brasil (CNKB), uma das responsáveis pela organização do Karatê no Brasil. O evento reuniu atletas de várias regiões do país e as lutas aconteceram em Brasília (DF) de 27 a 28 de agosto.  

A Fepak garantiu presença com 26 atletas na competição, e Parauapebas foi representada por três associações desportivas que desenvolvem um trabalho social na cidade com o apoio da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), o Instituto Samurai Zen, Instituto Ágape e a Associação Girão de Artes Marciais.  O estado do maranhão também foi representado pela Fepak, por meio da cidade de Coroatá com a associação Xeque-Mate através de convite. Ao todo a federação conseguiu um quadro de 36 medalhas (20 de ouro, oito de prata e oito de bronze) e a cidade de Parauapebas levou sozinha, 31 medalhas, no quadro geral da competição.

O evento aconteceu no ginásio principal da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB) e contou com a participação de mais  900 atletas que representaram 12 federações de Karatê, onde cada uma recebeu o reconhecimento pelo trabalho frente a modalidade em suas respectivas regiões, porém no pódio apenas quatro puderam receber os troféus,  e a Fepak ficou em 2º lugar no ranking de classificação, onde a base de resultados se deu ao número de medalhas conquistadas. O evento marcou a retomada dos campeonatos nacionais que estavam paralisados devido a Covid 19 e para que o Open Nacional de karatê acontecesse, foi preciso seguir todos os protocolos de enfrentamento a doença, cada atleta pôde entrar acompanhado somente com duas pessoas.

Os critérios para as disputas foram as técnicas do Kata (luta imaginária de movimentos individuais) e Kumitê (luta de contato entre dois competidores, tanto no masculino quanto no feminino, de várias idades. A Fepak foi representada por meio do atual presidente Agnaldo de Sousa Medeiros,  o diretor técnico, Adaias Oliveira Fernandes e o diretor de Eventos, Josberto Rocha Girão.

 “A Prefeitura de Parauapebas por meio da Semel, e seu secretário Leandro gambeta, se tornam  grandes aliadas no desenvolvimento do esporte da cidade e foi graças a essa parceria,  que nossos atletas puderam  competir, o apoio na logística foi fundamental, agradecemos também ao vereador Francisco Eloecio, que tem levantado a bandeira do esporte de a pulso firme, estávamos  precisando de um representante a altura”, comentou o presidente da Fepak, Agnaldo Medeiros.

“Ao longo de mais de dez anos da existência da Fepak, pudemos ver inúmeros atletas subindo ao pódio, dentro das competições nacionais, pan-americano e mundiais, mas isso somente  foi  possível  com apoio, e o  governo está sempre atento a isso,   a prefeitura sempre apoiou a prática esportiva das artes marciais, mas no decorrer desses meses percebemos que o diálogo está mais próximo e a Semel nunca  mediu  esforços para apoiar os atletas de alguma forma e mostrar lá fora  ao subir no pódio que  aqui é um berço do  karatê”, declarou o diretor de Eventos da Fepak, Josberto Rocha Girão.

“Todo o trabalho desempenhado pelas OSC’s  desportivas que acompanharam a Fepak no Open Nacional, são instituições que a Semel tem a honra de trabalhar em equipe, elas tem tradição na cidade de Parauapebas e já proporcionaram  a conquista de vários atletas, podemos citar alguns deles,  Pedro Antônio Pereira da Cunha atleta  do Instituto Ágape é bicampeão Mundial de Karatê nas disputa da Escócia em 2018 e no Brasil em 2019, além de campeão sul-americano e  o Alex André de Vasconcelos Fontenele, campeão  mundial na Itália e levou o bicampeonato do Torneio Internacional Karatê no Peru. Já a Associação Girão de Artes Marciais (Agam) posso citar o atleta Jeckson da Costa Passos campeão mundial na Polônia e a Jeniffer Silva (Dara) campeã na Itália, na Sérvia e em São Paulo. A lista é imensa e parabenizo a todos que acreditam no esporte, e aos vencedores do Open Nacional de Karatê em Brasília”, declarou o secretário de esporte, Leandro Gambeta.

Após as competições do CNKB, a Fepak agora se prepara para seguir o calendário 2021. Nos próximos dias acontece a 2ª etapa do Campeonato Paraense que está marcado para 18 e 19 de setembro em Canãa dos Carajás, em seguida  será o  Open IGAM que será realizada em Paragominas nos dias 02 e 03 de outubro,    na sequência acontece o Open Internacional de 21 a 24 de outubro em Parauapebas no ginásio Islander Sousa, já para o mês de novembro,  as competições prometem agitar a 3º etapa do Campeonato Paraense de Karatê e para fechar o ano tem Campeonato Brasileiro de Karatê de 02 a 05 de dezembro em Brasília.  Lembrando que as classificações das competições das etapas paraenses servirão de ranking para os campeonatos nacionais, os resultados seguem para o pan-americano e mundial.

Por Cleidi Rodrigues Semel com informações da Fepak / Fotos: Arquivo Fepak