Parauapebas: Com doses insuficientes, governo faz cadastramento de profissionais da Educação para vacinar contra Covid-19

O cadastramento iniciou nesta segunda-feira (24) e segue até sexta-feira (28). O governo municipal admite que as doses da vacina enviadas pelo governo do estado são insuficientes para imunizar todos os profissionais do setor que atuam na rede de ensino particular e pública de Parauapebas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Prefeitura de Parauapebas iniciou, nesta segunda-feira (24), o cadastramento dos profissionais da Educação que atuam em estabelecimentos públicos e privados do município, para fazer a imunização contra a Covid-19. A prefeitura, no entanto, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e Departamento de Vigilância em Saúde (Visa), esclarece que as remessas de vacinas que Parauapebas tem recebido do governo federal, via governo estadual, são insuficientes para atender o público dos grupos destinados à vacinação de Covid-19.

Por isso, a gestão municipal se antecipa e solicita às escolas da rede privada (creche, pré-escola, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA) e faculdades, que enviem o quantitativo de profissionais que atuam em cada instituição a fim de encaminhar o real cenário do município ao estado.

Segundo a prefeitura, as escolas devem enviar o quantitativo de profissionais ativos (licença maternidade ou afastado por grupo de risco não entram) no período de 24 a 28 de maio, através de um e-mail corporativo (oficial da intuição), com as seguintes informações compiladas de cada profissional, nome completo, CPF, contrato, função e local de atuação (educação infantil, fundamental, médio e superior) para o e-mail: imunizacao@parauapebas.pa.gov.br.

O governo do estado divulgou ontem o Plano de Vacinação dos Profissionais da Educação do Estado do Pará, argumentando que a imunização desse público foi antecipada para a 3ª fase da vacinação no estado, visando o retorno seguro e gradual das atividades escolares presenciais no Pará. Segundo a Sespa, inicialmente serão destinadas 47.450 mil doses de vacinas contra a Covid-19 para esses profissionais.

Tina DeBord

Publicidade