Pará concentra a maior população carcerária da Amazônia, com quase 12.800 presos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

presosNos últimos 13  anos, segundo dados da Susipe, a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado, o número de encarcerados quase quadriplicou . Saltando de 3.210 em 2001 para 12.767 em 2014.

Com a atual população carcerária, seriam necessárias pelo menos outras quatro mil vagas nas 42 unidades prisionais do estado.

Para driblar o problema da superlotação, a Susipe anunciou no início do ano, a criação de 14 novas unidades prisionais, gerando cerca de 6.000 novas vagas no sistema. Investimento que ultrapassa os 140 milhões de reais.

O Superintendente do Sistema Penitenciário do Pará, André Cunha, destaca outras medidas adotadas para diminuir o problema.

Depois do Pará, Mato Grosso é o estado com a segunda maior população carcerária da Amazônia. São mais de dez  mil presos. O déficit de vagas no sistema também é grande, ultrapassando os quatro mil e quinhentos.

O menor número de encarcerados está em Roraima, com 1.645 presos. O estado também tem o menor déficit, com carência de 543 vagas no sistema prisional.