Palmares, Guanabara e Independente conquistam o título do Campeonato Municipal de Futsal

A competição que começou em outubro conheceu os campeões em noite de festa no Ginásio Poliesportivo
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Campeonato Municipal de Futsal de Parauapebas chegou ao seu final. Após dois meses de disputas acirradas, as finais foram realizadas na noite desta sexta-feira, 10, no Ginásio Poliesportivo Islander Souza, no bairro Beira Rio. Com o público liberado, as torcidas das equipes envolvidas lotaram as arquibancadas e fizeram uma grande festa durante as partidas decisivas.

O jogo que abriu a noite do futsal foi a final do feminino, entre as equipes da Palmares e ACAP. A partida foi acirrada do início ao fim. Na reta final do primeiro tempo, Baião tocou para Marcela, que com tranquilidade dominou e chutou na saída da goleira Nielma, marcando 1 a 0 para a Palmares.  Na etapa final, a ACAP foi para cima. Andressa fez boa jogada individual, se livrou da goleira Caroline, e tocou para Mikaelly, que sozinha deixou tudo igual, 1 a 1.

Nos minutos finais da partida, Amanda “Neymar” recebeu a bola na esquerda da quadra e quase sem ângulo, conseguiu chutar e vencer a goleira Nielma, marcando o gol que deu a vitória e o título de bicampeão para a Palmares. Placar final: Palmares 2 x 1 ACAP.  “A gente sempre foi em busca desse bicampeonato. Sabíamos que não seria fácil porque a ACAP tem uma grande equipe, mas graças a Deus a gente saiu campeão”, afirmou Rosângela “Sorriso”, atleta da Palmares.

Antes da bola pesada rolar para a grande final da segunda divisão, houve uma apresentação de freestyle, que é uma variante do futebol em que o jogador realiza manobras com uma bola, equilibrando em várias as partes de seu corpo. O atleta participante foi Maurício Silva, de 28 anos, que veio da cidade de Santa Izabel do Pará e levantou a galera no ginásio de Parauapebas.

Logo após a apresentação, as equipes do Guanabara e do PA Futsal adentraram em quadra com um barulho ensurdecedor vindo das arquibancadas. Nem bem a bola rolou, o PA Futsal abriu o marcador com Daniel Alves, o popular Capu, que recebeu passe na frente e chutou na saída do goleiro Tiago, 1 a 0. No segundo tempo, Capu apareceu novamente e chutou forte, a bola passou por entre as pernas do goleiro Tiago, colocando 2 a 0 no placar para o PA Futsal.

O Guanabara resolver reagir na partida e foi para cima do adversário. Rafinha cobrou escanteio, a bola passou do goleiro Aldo e Yuri Gabriel, o Gabigol, apareceu livre na área para diminuir o placar do jogo. A dobradinha se repetiu e Rafinha deixou Gabigol de frente para a meta adversária e o artilheiro não perdoou e deixou tudo igual: 2 a 2, para a festa da torcida nas arquibancadas.

A dupla estava demais e não parou por ai. Em outra grande jogada de Rafinha, o jogador se livrou da marcação e deu passe certeiro para Gabigol, que com tranquilidade, teve tempo de dominar e chutar para o fundo da meta adversária, virando o jogo, assinalando três gols e fazendo o chamado “hat-trick”. Placar final: Guanabara 3 x 2 PA Futsal. O Guanabara, que foi o campeão do Copão, conquistou o seu primeiro título do Campeonato Municipal de Futsal.

“Nossa equipe entrou focada, mas desatenta no início do jogo e levou dois gols. Nós não abaixamos a cabeça e seguimos firmes e fortes. Deus nos abençoou, lutamos até o fim e conseguimos a virada. Só agradecer a Deus pelos três gols que marquei nessa final. Dedicar o título para a minha cidade de Belém, para a minha família e aos meus amigos que estão lá e torceram por mim, o título é deles também”, disse Gabigol, o craque do jogo e que decidiu o título para o Guanabara. 

Assim que terminou a final emocionante da segunda divisão, aconteceu a apresentação da turma dos esportes radicais de Parauapebas, onde rampas foram colocadas na quadra do Ginásio Poliesportivo para grandes manobras do BMX, quando atletas deram um show à parte com suas bicicletas especiais e que fizeram os torcedores se agitarem nas arquibancadas vibrando a cada salto.  

Na decisão da primeira divisão, o clássico do bairro Primavera, entre as equipes do Independente e do Rola Papo. A final era muito aguardada por toda a rivalidade, mas as duas equipes fizeram um jogo morno até o apito final com o placar terminando empatado sem gols. Com o empate, os times foram para a prorrogação. Na reta final do primeiro tempo, Lucas Silvio recebeu da direita, se livrou da marcação e chutou no canto esquerdo do goleiro Shelton, marcando 1 a 0 para o Rola Papo.

No segundo tempo da prorrogação, o time do Independente correu atrás e chegou ao gol de empate, depois que Anderson recebeu na direita e soltou o pé, o goleiro Kutello aceitou e a bola foi parar no fundo do gol, 1 a 1. Com mais um empate, a decisão do título foi para os pênaltis. Quando a disputa estava empatada em 5 a 5, os goleiros foram para as cobranças. Shelton cobrou e fez para o Independente, enquanto que Kutello bateu e perdeu para o Rola Papo. Placar final: 6 a 5 para o Independente, que conquistou o octacampeonato. ]

No final, aconteceram as premiações para os melhores do Campeonato Municipal de Futsal, com as entregas saindo das mãos de Leandro Gambeta, secretário de Esporte e Lazer; Jorge Guerreiro, adjunto da Semel; Francisco Eloecio, vereador com forte representatividade no esporte; Dinho Marcos, coordenador geral de esporte da Semel. Foram eleitos os goleiros menos vazados, artilheiros, craques e revelações no feminino, 2ª e 1ª divisões do masculino.

Por Fábio Relvas / Fotos: Lenno Costa