Pacajá: Após anunciar renúncia, vereador volta atrás e pede apenas licença de 30 dias

O vereador gravou e divulgou um vídeo pelas redes sociais dizendo que ia desistir do cargo, mas não deu detalhes do motivo de estar abandonando a vereança. Nesta sexta (28), no entanto, quando se aguardava a oficialização do pedido de renúncia, todos se surpreenderam com o pedido de apenas uma licença do cargo por 30 dias
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Neto da Patrol desistiu de renunciar ao cargo de vereador em Pacajá

Continua depois da publicidade

Após surpreender seus eleitores ao gravar e divulgar um vídeo  pelas redes sociais dizendo que iria renunciar ao cargo, o vereador João Santos Silva Neto, conhecido como Neto da Patrol, da Câmara Municipal de Pacajá, no sudoeste do Pará, voltou atrás e solicitou apenas um afastamento de 30 dias das suas funções parlamentares. O pedido foi feito na sessão desta sexta-feira (28), quando todos esperavam que ele fosse oficializar o pedido de renúncia.

No vídeo divulgado por ele na semana passada, o vereador do Patriota não deu detalhes dos motivos que o levaram a tomar a decisão de desistir da vereança, o que gerou muita especulação entre seu eleitorado. Segundo a Presidência da Câmara Municipal de Pacajá, o pedido de licença de 30 dias é embasado no Regime Jurídico da Casa.

Por Tina DeBord

Publicidade

Posts relacionados