Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia

Operações em Marabá e Parauapebas têm saldo de quatro presos e dois mortos

Em Parauapebas um casal foi preso chegando à cidade com dois quilos de cocaína. Em Marabá duas pessoas foram presas por ordem da Justiça e duas morreram ao reagirem à ação policial

Na manhã deste sábado (29), equipes de policiais civis de Marabá e de Parauapebas prenderam em flagrante, em Parauapebas, o casal Lunara Pryscila da Conceição, 25 anos, e Emersom Antunes Brito Rosa, 23. Eles transportavam aproximadamente dois quilos de cocaína, trazida de Belém, para ser fracionada e revendida nesta região. A prisão ocorreu por volta das 7 horas, quando o casal entrava na cidade em um ônibus que faz linha intermunicipal. Lunara e Emerson, que são casados, foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao trafico. A Reportagem do Blog tentou ouvir os dois, mas eles preferiram não falar.

Também pela manhã, em Marabá, foram presos Ronildo de Aquino Costa e Vanderley de Sousa Moura e apreendido um menor. Já Douglas Tarcílio de Brito Tavares e Cleidson Rodrigues Silva morreram, segundo a polícia, ao reagirem à chegada das forças policiais.

Foi durante ação conjunta das polícias Civil e Militar, denominada “Operação PAC”, para o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão na Velha Marabá; e cinco mandados de prisão temporária, todos expedidos pelo Juízo da Segunda Vara Criminal da Comarca de Marabá. No total, foram apreendidas cinco armas de fogo, munições de calibres variados, quatro aparelhos celulares, uma quantidade de substância entorpecente, duas motosserras e um motor de barco, provavelmente utilizado para fuga pelo rio.

Durante o cumprimento das buscas, dois moradores de um apartamento no Residencial Itacaiúnas, também conhecido como Residencial do PAC, no Bairro Francisco Coelho, de acordo com informações da polícia, reagiram à ação, passando a atirar na direção dos policiais. Imediatamente, os policiais atacados reagiram e dois homens foram baleados, morrendo ao dar entrada no Hospital Municipal, para onde foram removidos.

Participaram da operação seis equipes da Polícia Civil, cinco Guarnições da Cime (Companhia Independente de Missões Especiais) da Polícia Militar, uma guarnição da Guarda Municipal e dois militares do Exército em uma embarcação.

Deixe uma resposta