“Não existem rachaduras nos prédios do projeto Alto Bonito”, afirma Construtora QualyFast

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Imagens com rachaduras em prédios circularam no fim de semana em aplicativo de mensagens e redes sociais dando conta de que os problemas teriam sido identificados em torres de apartamentos do projeto Alto Bonito, em Parauapebas. As informações falsas foram desmentidas nesta terça-feira (27) pela equipe de engenheiros da Construtora QualyFast.

20151027_100913[1]. [downloaded with 1stBrowser]Mateus Simonato, engenheiro civil da construtora, esclareceu que não existem riscos estruturais no projeto e que as imagens não têm qualquer fundamento. “São imagens de outras obras, de outro local, de anos atrás, que não têm nada a ver com a nossa obra. O Alto Bonito não apresenta risco de os prédios caírem, como tem sido divulgado. Cumprimos cada etapa do projeto conforme as normas técnicas e legais, além dos testes e laudos”, explica.

Segundo o engenheiro, os apartamentos estão sendo construídos com toda a segurança necessária para que as pessoas possam residir ali com tranquilidade. “Estamos construindo moradia digna e segura para 2.400 pessoas. Temos que respeitar todas as normas e fazer tudo conforme o CREA [Conselho Regional de Engenharia e Agronomia]. Jamais faríamos um prédio com qualquer risco de segurança, de desabamento, para os moradores”, reforça, completando que o projeto está aberto para visita da imprensa e da comunidade.

A repercussão do caso gerou preocupação. Servidores da Secretaria Municipal de Habitação de Parauapebas relataram que famílias selecionadas para o empreendimento foram até o órgão, na segunda-feira (26), em busca de informações e algumas delas chegaram a manifestar o desejo de serem remanejadas para outro projeto habitacional. Elas foram informadas sobre a improcedência das imagens. A construtora já informou que irá tomar as medidas jurídicas cabíveis com relação ao fato.

Publicidade