Navio grego Bouboulina é o responsável pelo vazamento de petróleo na costa do Nordeste

Confira, com exclusividade, a nota emitida pelo Centro de Comunicação Social da Marinha e a Polícia Federal sobre as investigações
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on print
Imprimir

Continua depois da publicidade

O navio mercante Bouboulina, de bandeira grega e propriedade da empresa Delta Tankers LTD  é o responsável pelo petróleo vazado e que contamina a costa do Nordeste.

O Bouboulina ficou detido nos Estados Unidos por quatro dias, conforme documento encaminhado pela Marinha à PF. A detenção ocorreu por “incorreções de procedimentos operacionais no sistema de separação de água e óleo descarga no mar”.

Segundo a PF, estão sendo cumpridos dois mandados de busca nesta sexta-feira no Rio em sedes de representantes e contatos da empresa grega responsável pelo navio.

De acordo com as investigações, a embarcação  atracou na Venezuela  em 15 de julho e o derramamento teria ocorrido a 700 quilômetros da costa brasileira entre os dias 28 e 29 de julho.

As investigações foram realizadas de forma integrada com Marinha, Ministério Público Federal, Ibama e as universidades Federal da Bahia (UFBA), de Brasília (UnB) e Universidade Estadual do Ceará (UEC). Também houve apoio de uma empresa privada do ramo de geointeligência.

Publicidade

Relacionados