Pará

Mulheres ganham 20% menos que homens no Pará, mostra pesquisa

Em Belém, diferença entre remuneração deles e delas chega a superar R$ 1 mil, um “absurdo moderno” e que em estados subdesenvolvidos, como o Pará, é muito comum, mas precisa ser corrigido.

O rendimento médio das mulheres ocupadas no Pará é R$ 276 inferior ao dos homens. A informação foi levantada pelo Blog do Zé Dudu junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Neste Dia Internacional da Mulher, comemorado hoje, sexta-feira (8), os números da mais recente pesquisa amostrar do instituto, com resultados fechados para 2018, revelam que elas ainda ganham remuneração 20% abaixo da deles no desempenho de uma mesma atividade.

E não é só isso. A mulher paraense ganha a 4ª pior remuneração do país, R$ 1.342, só maior que a do Ceará (R$ 1.317), do Piauí (R$ 1.295) e do Maranhão (R$ 1.294). Por outro lado, as mulheres do Distrito Federal ganham melhor (R$ 3.427), seguidas das de São Paulo (R$ 2.533) e do Rio de Janeiro (R$ 2.297).

Na capital paraense, a situação não é diferente. De acordo com o IBGE, a média de remuneração feminina em Belém é de R$ 1.983, a 7ª pior entre as 27 capitais brasileiras. Lá, elas recebem 34,5% a menos que os homens, para os quais a média é de R$ 3.025. A capital do Pará só supera os ganhos femininos médios registrados em São Luís-MA (R$ 1.972), Maceió-AL (R$ 1.925), Rio Branco-AC (R$ 1.862), Fortaleza-CE (R$ 1.823), Manaus-AM (R$ 1.785) e Teresina-PI (R$ 1.629).

Deixe seu comentário