Mulher presa por tentativa de homicídio e tráfico de drogas em Parauapebas

A vítima foi um homem recém-chegado de Breu Branco, que sobreviveu e não corre risco de morte. O motivo, segundo apurou a polícia, foi a disputa de facções pelo tráfico de drogas na cidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

A Polícia Civil prendeu, ontem, sexta-feira (20), Simara Rodrigues. Ela é acusada de tráfico de drogas e de ser a mandante da execução de Doriedes Sirqueira, 45 anos, que não se consumou, embora ele tenha sido alvo de tiros disparados por dois pistoleiros na noite de quinta-feira (19), por volta das 23h. Socorrido, foi levado ao Hospital Geral, onde está internado e não corre risco de morte.

O baleamento ocorreu na Avenida Castanheira, no Bairro Tropical II, quando Doreiedes, também conhecido como Negão, recém-chegado de Breu Branco, conversava com outro homem. De repente, uma motocicleta vermelha parou ao lado dos dois e o desconhecido que estava na garupa atirou na direção da vítima, mas só a atingiu no ombro esquerdo.

Em diligências na manhã de ontem, sexta-feira (20), a polícia identificou Simara como a mandante do crime, motivado por guerra de facções criminosas pelo domínio de territórios do tráfico em Parauapebas, e encontrou com ela 33 gramas de maconha. A mulher vai responder a processo por tentativa de homicídio e tráfico de drogas.

(Caetano Silva)