Mulher-aranha pula de apartamento para fugir da PM mas acaba algemada em hospital

Plano B falhou e duas pessoas foram presas no Residencial Alto Bonito, que está se tornando zona vermelha para o tráfico de drogas em Parauapebas
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

Enquanto o Paulo Ricardo Pereira corria da Polícia Militar pelos corredores do bloco B do Residencial Alto Bonito, Geovana Silva Neves pulava pela janela do 3º andar do prédio. Temendo também ser presa, ela encarnou a mulher-aranha, mas não deu certo. Além de fraturar uma das pernas, ainda acabou presa. O casal guardava no apartamento 1,4 kg de maconha, além de um tablete da droga encontrada com Paulo Ricardo.

Tudo começou quando uma guarnição da Polícia Militar fazia rondas pelo residencial, onde, nos últimos meses, já foram fechadas várias bocas de fumo. Ao avistar os PMs, Paulo Ricardo meteu o pé no mundo e pernas pra que te quero?

Paulo Ricardo

Os policiais, também bons de carreira, saíram correndo atrás dele e, com um pouco de esforço, já que ele se rebarbou de todo jeito, conseguiram dominar Paulo Ricardo e algemá-lo. Com ele foi encontrado um tablete de maconha prensada.

No apartamento, a mulher, ao ver a confusão jogou a droga e outros objetos pela janela e saltou atrás, de uma altura de 9 metros. Além de não consegui fugir, na queda ela teve uma das pernas fraturadas, foi encaminhada o hospital pelo Samu e também acabou presa.

Irão responder na Justiça por tráfico e associação ao tráfico de drogas, crimes previstos na Lei Antidrogas (11.343/2006). A mulher, por sinal, é reincidente no mesmo crime.

(Caetano Silva)

Publicidade