Mototaxista e passageiro morrem em acidente na Rodovia PA-160

A fatalidade ocorreu quando a moto bateu em um buraco na pista e o pneu dianteiro estourou
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O mototaxista Mizael Pereira Brito, 27 anos, e o passageiro que ele transportava, o segurança Genildo da Silva Diniz, 38, morreram, por volta das 19h, de ontem, sexta-feira (5), em acidente de trânsito na Rodovia PA-160, na entrada do Bairro Amazônia. Mizael Brito, perdeu o controle da moto que pilotava, uma Honda CG Titan – 150, amarela, placa OTX-2283/Parauapebas (PA), quando o veículo bateu em um buraco na pista e o pneu dianteiro estourou.

A moto foi parar dentro de uma vala aberta em uma obra pública, chocando-se com as manilhas, assim como motociclista e passageiro. Em consequência, Genildo Diniz, segundo testemunhas, teria fraturado as duas pernas, e Mizael Brito, quebrado o pescoço.

Genildo Silva, que trabalhava como segurança particular, no Bairro W Torres, se preparava para ir ao trabalho quando percebeu que sua moto estava com o pneu furado. Ligou, então, para Mizael Brito ir busca-lo. Quando trafegavam na moto pela rodovia, já chegando na entrada do Bairro Amazônia, o piloto perdeu o controle da moto após bater em um buraco no meio da pista caindo os dois e a moto em uma vala aberta pela Secretaria de obras, no canteiro central. Piloto e passageiro morreram instantaneamente no local.

Elvis Antônio Luís Neto, 66 anos, que mora nas proximidades, disse que não é a primeira vez que morre uma pessoa naquele local, por ter caído na vala aberta para a obra. Afirmou que já avisou para a Secretaria de Obras que o local à noite fica às escuras e sem sinalização, mas nenhuma providência foi tomada. “Dias atrás morreu um, agora foram dois. Talvez, quando morrerem dez, eles tomem alguma providência”, protestou.

Confira a nota emitida pela Prefeitura de Parauapebas sobre o acidente:

A Prefeitura Municipal de Parauapebas lamenta profundamente o acidente ocorrido na PA-160, nas imediações do bairro Amazônia, na noite de sexta-feira, 5, em que duas pessoas vieram a óbito.

O local em que ocorreu o acidente passa por obras de revitalização do canteiro central e construção de ciclovias.

A prefeitura reconhece que, mesmo com a sinalização composta por redes de proteção e cones com iluminação refletora, o trecho apresenta perigo, especialmente por conta da pouca iluminação no local, comprometida decorrente dos frequentes furtos de cabos da rede elétrica.

O governo municipal estuda medidas para ampliar as medidas de segurança nos trechos de obras ao longo da PA-160, mas reforça que precisa muito da colaboração dos condutores de trânsito para que trafeguem em trechos de obras com velocidade reduzida e atenção redobrada.

Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Parauapebas

(Caetano Silva)