Morte misteriosa de caseiro está sendo investigada pela Polícia Civil

Ele saiu de casa na terça-feira passada, a fim de comprar carne para o almoço, e desapareceu. O corpo foi encontrado ontem sob a ponte do Limão
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print

Continua depois da publicidade

O Departamento de Homicídios da 20ª Seccional Urbana de Policia Civil de Parauapebas tem mais um caso envolto em mistério para investigar. Trata-se da morte do caseiro Joerbeth Cutrim Pinheiro, 32 anos, o Joca, natural de Penalva (MA). Ele estava desaparecido de casa desde a última terça-feira (2), Dia de Finados, quando saiu com R$ 300,00, em uma motocicleta, na companhia de vizinho de identidade não revelada pela polícia, a fim de comprar carne para o almoço. Desde então não foi mais visto com vida.

O corpo de Joca foi encontrado ontem, sexta-feira (5), por volta de 15h30, sob a ponte do Limão, no Rio Parauapebas, região do PA Rio Branco, zona rural, distante cerca de 27 quilômetros do centro da cidade.

Segundo uma irmã de Joca, ao sair na terça-feira, por volta das 11 horas, ele foi abordado por um vizinho da fazenda ao lado, que se ofereceu para acompanhá-lo. Horas mais tarde, o homem retornou na moto de Joerbeth, sem dar explicações acerca do paradeiro dele.

A irmã do caseiro, de identidade preservada, disse que ele bebia frequentemente, mas não demorava a retornar para casa, “O mais tarde que ele demorava era até meia-noite, uma hora da manhã. Esse era o limite dele para ficar fora de casa”, disse ela.

Quando foi encontrado, o cadáver já estava em avançado estado de decomposição. A polícia trabalha com a possibilidade de Joca ter se embriagado demais e caído da ponte; e também investiga um possível homicídio. O laudo de necropsia vai dizer qual a causa da morte e auxiliar nas investigações.

(Caetano Silva)