Marabá: PC prende acusados de envolvimento nas mortes de Vanusa Barbosa e da filha dela

Os acusados foram presos, na manhã desta sexta-feira (25), em Marabá, Mãe do Rio, Santa Isabel e Castanhal, no Pará, e nas Cidades de Teresina e Picos, ambas no Piauí, durante a operação “Vila Rica”. Vanusa Barbosa e a filha, Jacsiane Barbosa de Moura, foram mortas em novembro do ano passado na chácara onde moravam, entre os núcleos São Félix e Morada Nova
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Vanusa e a filha foram mortas a tiros em Marabá

Continua depois da publicidade

Na manhã desta sexta-feira (25), a Polícia Civil do Pará, por meio da Delegacia de Homicídios de Marabá, vinculada à Superintendência Regional do Sudeste, deflagrou a Operação “Vila Rica”, para dar cumprimento a três mandados de prisão preventiva, busca e apreensão em seis municípios do Pará e Piauí. Os presos estavam com mandado de prisão expedido pela Justiça, acusados de envolvimento nas mortes de Vanuza da Silva Barbosa e da filha dela, Jacsiane Barbosa de Moura, crimes ocorridos no dia 30 de novembro de 2020, na Chácara Vila Rica, localizada na Vicinal do Medalhão, entre os núcleos São Félix e Morada Nova, em Marabá, no sudeste do estado.

Ainda na ação, outras três pessoas foram autuadas em flagrante por posse ilegal de arma de fogo. Segundo a Polícia Civil, as prisões ocorreram em quatro municípios do Pará, sendo eles, Marabá, Mãe do Rio, Santa Isabel e Castanhal, e nas Cidades de Teresina e Picos, ambas no Piauí.

Durante as investigações realizadas pela Delegacia de Homicídios de Marabá, várias medidas cautelares foram tomadas com depoimentos e apreensão de documentos, os quais apontaram a existência de complexa trama criminosa, motivada pelo desejo de posse e ganância. A força-tarefa, que começou durante as investigações, foi acompanhada de perto pelo delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende. “Esse caso chamou nossa atenção pela audácia do mentor, que inclusive, esteve presente no velório das vítimas. Em depoimento, o homem deu relatos que não nos convenceram. A prisão dessas pessoas representa uma resposta firme e contundente de todo o sistema de segurança pública do Pará para a sociedade”, declarou o Resende.

Ainda de acordo com a PC, na ação foram apreendidos quatro armas de fogo, aparelhos celulares e documentos, os quais serão analisados e periciados para compor o acervo probatório. Além de policiais da Delegacia de Homicídios de Marabá, também participaram da ação, equipes da Seccional Urbana de Marabá com agentes da DECA e DEAM, Núcleo de Inteligência Policial, Núcleo de Apoio à Inteligência e Delegacia de Homicídios de Castanhal e Delegacia de Mãe do Rio.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações e diligências prosseguem no intuito de localizar outros alvos investigados. Vanuza Barbosa foi secretária de Turismo de Marabá, no governo do ex-prefeito Maurino Magalhães. A filha dela, Jacsiane Barbosa, era bacharel em Direito.

As duas estavam no bar do qual eram proprietárias quando foram assassinadas por disparos de arma de fogo. Vanusa foi morta na cozinha e a filha no banheiro.

Tina DeBord