Marabá: para beneficiar quatro bairros da periferia, João Salame assina convênio com a Vale

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on print

Continua depois da publicidade

DSC_5998O prefeito João Salame assinou na manhã desta quarta-feira (02), convênio entre a Prefeitura de Marabá e a mineradora Vale para a implantação do programa de revitalização das áreas urbanas da Estrada de Ferro Carajás (EFC).

“Os R$ 29,7 milhões do convênio serão investidos nos bairros do Araguaia (Fanta), Nossa Senhora da Aparecida (Coca-Cola), Alzira Mutran (Km 07) e São Félix, além dos túneis nos Km 729 e 730”, disse Selbe Meireles, diretor de relacionamento da Vale.

Segundo o diretor, o projeto aprovado por ambas as partes envolve ações em segurança, acessibilidade e qualidade de vida. “Através da construção do muro, podemos evitar o tráfego de pessoas nas áreas mais perigosas ao longo da ferrovia. As passarelas, viadutos e túneis vão impedir o trânsito de pessoas e veículos nos momentos em que os trens pararem na ferrovia”, disse.

A urbanização nas áreas próximas à ferrovia também é primordial, contemplando no pacote de obras a interligação entre os bairros Araguaia a Alzira Mutran, além da interligação de São Félix à BR-222.

“É com grande satisfação que testemunho a assinatura desse convênio. A comunidade só tem a ganhar com isso”, disse João Diniz, presidente da associação de moradores da Coca-Cola.

Jeania dos Santos é moradora do bairro Alzira Mutran e vem lutando por melhorias nos bairros desde 2000. “Hoje é um dia de alegria, alcançamos uma meta que foi árdua. Hoje somos parceiros, finalmente”, disse.

“Gostaria de ressaltar não a questão material do convênio, mas sim o diálogo com a comunidade e com o poder público. Juntos, podemos mudar a situação de muitas pessoas nessa região.O prefeito João Salame pode contar conosco nessa caminhada”, ressaltou João Coral, diretor de energia da Vale.

O prefeito João Salame lembrou que em meio a tantas dificuldades, R$ 29 milhões podem parecer uma quantia pequena, mas é na verdade uma quantia enorme em qualquer lugar do mundo. “O que está acontecendo aqui hoje é a quebra de duas posturas extremamente radicais e comuns em nossos dias: ocupar a ferrovia ou ser capacho dos caprichos das empresas. Quero agradecer às lideranças comunitárias por nos ajudar a estabelecer o diálogo com a população na época das negociações e à Vale pela mudança de postura em relação a cidade”, disse.

DSC_6063

João lembrou que ao todo, mais de 22 quilômetros de vias públicas nas comunidades do Km 07, Alzira Mutran, Nossa Senhora Aparecida, Araguaia e São Felix receberão pavimentação, sinalização, drenagem e iluminação. Os locais foram definidos em conjunto com a Prefeitura Municipal, com o intuito de viabilizar o acesso dessas comunidades a serviços essenciais, como o transporte público. Entre as obras previstas, está a pavimentação do acesso ao túnel do bairro Nossa Senhora Aparecida.

Durante a solenidade de assinatura do convênio houve um momento de cobrança por parte do prefeito João Salame, que mesmo reconhecendo publicamente que a postura da Vale em relação a Marabá vem mudando para melhor, aproveitou a oportunidade e cobrou mais responsabilidade por parte da mineradora no que pese aos pagamentos de pequenos fornecedores e empreiteiros que trabalham para ela na região.

Publicidade