Marabá: Pai é preso acusado de estuprar a própria filha

A PM chegou até o acusado por meio de uma denúncia anônima. Ele nega, mas a vítima e o exame do IML confirmam. Além disso, foi encontrada uma espingarda na casa do homem.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on print
Esta espingarda foi encontrada na residência do acusado de estuprar a filha

Continua depois da publicidade

Após receber denúncia anônima sobre um estupro de vulnerável no Residencial Magalhães, localizado no Núcleo São Félix do município de Marabá, policiais militares foram até a casa de Raimundo Pinto Filho, onde a sua filha, de apenas 12 anos, confirmou aos PMs que vinha sofrendo abusos do próprio pai. Além disso, na casa foi encontrada uma espingarda. O acusado foi preso em flagrante por posse de arma e também responderá por estupro de vulnerável.

Segundo a Polícia Militar, o acusado morava com um casal de filhos menores: a menina de 12 anos e um adolescente de 16. A PM conversou com Raimundo sobre os atos relatados na denúncia, porém tudo foi negado por ele. Foi consultado também seu filho de 16 anos que, da mesma forma, negou ter visto ou saber de tais atos, então foi ouvido a menor de 12 anos apontada como vítima e ela por sua vez confirmou toda a informação relatada na denúncia e com riqueza de detalhes. A criança informou que havia poucos dias que o pai dela teria feito o último abuso e contra a sua vontade.

Em relação à espingarda apreendida, trata-se de uma cartucheira de calibre 36 com três cartuchos intactos que Raimundo informou ser de sua propriedade, sendo então enquadrado no crime de posse ilegal de arma de fogo.

Segundo o delegado Vinícius Cardoso das Neves, da Polícia Civil, a vítima foi submetida a um exame sexológico forense no Instituto Médico Legal (IML), onde ficou confirmado que ela sofreu abuso sexual.

Publicidade