Marabá

Marabá amanhece mais uma vez sem transporte coletivo

Os ônibus das duas empresas que exploram o transporte público na cidade estão parados na garagem. Motoristas, cobradores e outros empregados reclamam pagamentos atrasados

Marabá amanheceu sem transporte coletivo nesta segunda-feira (9). Os 310 empregados das empresas Nasson Turismo e TCA cruzaram os braços a partir das 4h da madrugada e não tiraram os carros da garagem. Eles querem receber dois meses de salários atrasados – julho e agosto – e sete meses de vale-alimentação. Com a paralisação, cerca de 40 mil usuários, entre trabalhadores, estudantes e outros, estão dependendo do transporte alternativo, mototáxi, taxi-lotação e carros por aplicativo para se locomover.

Quem não tem condições financeiras de usar os alternativos amarga nos pontos de ônibus, à espera de uma solução, que não vem. Muitos perderam o dia de trabalho, aulas, consultas médicas e outros compromissos agendados para este início de semana.

O presidente do Sintrarsul (Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviários do Sul do Pará)), Ozeias Brandão, afirma que as duas empresas não estão cumprindo o acordo de pagar 50% do que devem aos empregados, firmado após a última paralisação, no início de julho passado.

A empresa ainda não se pronunciou sobre o assunto, nem por meio de seus dirigentes, nem por intermédio de seu advogado.

Deixe seu comentário