Marabá

Marabá será polo de distribuição de combustíveis

Com previsão de inauguração para daqui a um ano e quatro meses em Marabá, onde vai construir um empreendimento avaliado em R$ 41 milhões, gerar 200 empregos diretos e indiretos …

Com previsão de inauguração para daqui a um ano e quatro meses em Marabá, onde vai construir um empreendimento avaliado em R$ 41 milhões, gerar 200 empregos diretos e indiretos e movimentar um bilhão de litros de combustível ao ano, a empresa Raízen, por meio de seus representantes, manteve reunião na última sexta-feira (3) com o prefeito João Salame e equipe.

DSC_1262Será nos moldes do Terminal de Combustíveis de Rondonópolis, o terceiro construído pela empresa em Mato Grosso, desde que ela foi criada, em 2011, a partir da fusão entre as gigantes Cosan e Shell. A base vai funcionar na margem da Estrada de Ferro Carajás – Pátio de Manobras.

A estrutura distribuirá gasolina, diesel, biodiesel e, eventualmente, etanol. O prefeito João Salame, em reunião com o gerente de Novos Negócios de Logística e Trading da Raízen, Luiz Felipe Saraiva, se colocou à disposição da empresa para a implantação do projeto. “Tudo o que vem ajudar no desenvolvimento da região é bem-vindo ao nosso município”, reforçou o prefeito.

Vale dizer que os investimentos irão elevar a eficiência logística do suprimento de combustíveis para a região, por meio do transporte de diesel e gasolina procedentes da Refinaria de Paulínia (SP) e retorno para o mercado de São Paulo com biodiesel e etanol.

A base de distribuição terá como diferencial a tecnologia e a alta performance no carregamento de produtos. O projeto foi concebido e executado pela engenharia da Raízen, mesclando as melhores práticas mundiais da Shell, com inovações desenvolvidas no Brasil.

Sobre a Raízen

A Raízen se destaca como uma das empresas de energia mais competitivas do mundo e uma das cinco maiores em faturamento no Brasil, atuando em todas as etapas do processo: cultivo da cana, produção de açúcar, etanol e energia, comercialização, logística interna e de exportação, distribuição e varejo de combustíveis (Texto: Célio Sabino/Foto: Dinho Aires)

Deixe seu comentário