Parauapebas

Mais um acusado de desvios na Câmara Municipal de Parauapebas está atrás das grades

A defesa de Herberth Herland Gomes, ex-diretor administrativo da Câmara Municipal de Parauapebas na gestão Josineto Feitosa, o apresentou hoje (03) no Ministério Público, em Belém. Herbert, um dos acusados …

IMG-20150701-WA0037A defesa de Herberth Herland Gomes, ex-diretor administrativo da Câmara Municipal de Parauapebas na gestão Josineto Feitosa, o apresentou hoje (03) no Ministério Público, em Belém. Herbert, um dos acusados de desvio de dinheiro público na Câmara de Parauapebas teve sua prisão preventiva decretada pelo juiz Libio Araújo Moura, titular da Vara Penal da Comarca de Parauapebas, no último dia 02, mas não foi encontrado no município pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado – GAECO. A prisão de Herberth faz parte da segunda fase da “Operação Filisteu”, do Ministério Público Estadual.

Herberth; outros três funcionários da CMP; os vereadores Josineto Feitosa, Odilon Sanção, Major da Mactra, José Arenes,  Devanir Martins e Luzinete Batista; dois filhos do vereador Odilon e o comerciante Edmar Cavalcante, dono do Supermercado Baratão, foram denunciados pelo MP por Formação de Quadrilha, Peculato, Corrupção passiva , Corrupção ativa e por Crimes contra a Lei de Licitações.

Anteriormente já haviam sido presos os vereadores Odilon Rocha e José Arenes. Ontem (02) o ex-presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, Josineto Feitosa foi preso em sua residência pelo Gaeco. Josineto foi transferido ontem mesmo para a capital do  Estado.

Logo ao ser recebido no MP, em Belém, Herberth prestou depoimento e, por ser funcionário público concursado da Câmara Municipal de Santa Luzia – Maranhão – deverá ficar preso no Centro de Recuperação Coronel Anastásio Neves (CRECN), junto com os vereadores parauapebenses.

Segundo informações, não há mais mandados de prisões aguardando para serem cumpridos, como se especulou hoje em Parauapebas. Novos mandados poderão ser expedidos conforme os desdobramentos das investigações e a apuração do conjunto de provas recolhidas de posse do segundo grau. Se não houver novas informações oriundas de Belém não haverá mudanças no processo.

Todos os acusados já foram intimados do processo e a justiça aguarda as defesas para marcar as audiências de instrução e julgamento, previstas para ocorrer até o final do mês de setembro.

Leia o inteiro teor do Mandado de prisão contra Herbert Gomes:

MANDADO DE PRISÃO PREVENTIVA

O Exmo. Sr. Libio Araújo Moura, Juiz de Direito Titular da Vara Criminal da Comarca de Parauapebas, Estado do Pará, na forma da Lei, etc…

MANDA as autoridades policiais desta Comarca, ou a quem este for apresentado, indo pelo M.M Juiz assinado, e em seu cumprimento prenda o nacional HERBETH HERLAND MATIAS DE GOMES, CPF 474.690.483-91, brasileiro, servidor público da Câmara, (Ex-Diretor Administrativo), residente na Trav. Dom Pedro II, 88, zona urbana, centro, CEP 65390000, Santa Luzia – Maranhão, em virtude de ter sido decretada sua PRISÃO PREVENTIVA em representação formulada Promotor de Justiça Hélio Rubens Pinho Pereira, Titular da 4ª PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE PARAUAPEBAS DE COMBATE À IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E AOS CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO PÚBICO, conforme decisão com cópia em anexo.

CUMPRA –SE

Parauapebas, 29 de junho de 2015.

Eu, R.C.D, Auxiliar Judiciário, fiz e subscrevo.

LIBIO ARAUJO MOURA
Juiz de Direito

Deixe seu comentário