Macaé 1 x 1 Paysandu – Papão marca no fim e dá grande passo ao título da Série C

Com gol de seus artilheiros, Macaé e Paysandu ficaram no 1 a 1 dentro do estádio Moacyrzão, em Macaé. João Carlos, com seis gols, e Yago Pikachu, com quatro, mantêm …

Com gol de seus artilheiros, Macaé e Paysandu ficaram no 1 a 1 dentro do estádio Moacyrzão, em Macaé. João Carlos, com seis gols, e Yago Pikachu, com quatro, mantêm vivo o sonho do título da Série C do Campeonato Brasileiro. Com o critério do ‘gol fora de casa’, o 0 a 0 no próximo sábado dá o título ao Papão. Além dos finalistas, Mogi Mirim e CRB também garantiram o acesso para a Série B de 2015.

O primeiro tempo da grande final começou seguindo o gabarito de um grande jogo. Enquanto o Paysandu tentava incendiar a partida, o Macaé mostrava tranquilidade e aos poucos foi tomando conta da partida. Aos 20 minutos do primeiro tempo, João Carlos falha no domínio e a bola sobra para Marquinhos, que chega batendo para fora.

Daí em diante o Macaé dominou o confronto, principalmente com muita velocidade pelo lado direito do campo de ataque e a tradicional marcação pressão no campo ofensivo. O resultado saiu logo em seguida, com Juba, que perdeu duas chances na cara do goleiro Paulo Rafael.

Na principal chance do Macaé no primeiro tempo, Marquinho recebe um lindo lançamento, dribla o goleiro Paulo Rafael e finaliza muito mal, longe do gol. O atacante ficou se lamentando no gramado. Apesar de participativo, Romário não estava em dia um encantando e errou tudo que tentou.

Aos 43 minutos do primeiro tempo, Marcos Paraná, no banco de reservas, reclamou com o árbitro e recebeu cartão amarelo. O jogador não se acalmou, o juiz não perdoou e expulsou o meio campista. Mais tarde, quando Héverton sentiu um desconforto muscular, o atleta fez falta ao time do técnico Mazola Júnior.

No segundo tempo, os times foram para o tudo ou nada. Com o ânimo renovado e algumas substituições, Macaé a Paysandu já não sentiam mais o peso de uma final da Série C e resolveram jogar todo o futebol que mostraram durante a competição.

Aos 16 minutos do segundo tempo, assim como foi na semifinal com o Fortaleza e em 2012, também em um Paysandu e Macaé, o goleiro do Papão falhou e deixou a bola nos pés do artilheiro João Carlos, que só empurrou para o fundo das redes. Em um cruzamento longo, Paulo Rafael saiu mal e o atacante do alvianil praiano não perdoou.

Jogando muito mal no primeiro tempo, Yago Pikachu viu o placar negativo e resolveu decidir para o Papão fora de casa. Mas o goleiro do Macaé também resolveu trabalhar e o confronto no estádio Moacyrzão ficou eletrizante. Em dois lances seguidos, o arqueiro do alvianil salvou o time da casa.

Mas aos 29 minutos o goleiro nada pode fazer. Em uma falta distante, Yago Pikachu dominou a bola com carinho e a ajeitou. Com a autorização do árbitro, o lateral bateu forte, procurando a cabeça de um companheiro na grande área, mas ninguém tocou na redonda e ela caiu no fundo das redes, para o empate do Papão fora de casa.

O Paysandu perdeu dois jogadores para o segundo jogo no estádio Mangueirão, às 17 horas do próximo sábado. Charles, suspenso pelo terceiro cartão amarelo e Marcos Paraná, expulso no banco de reservas, não terão condições de entrar em campo. O segundo fará mais falta, já que Héverton deixou o campo lesionado e pode não se recuperar para a decisão. (Futebol do Interior)

Deixe seu comentário