Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Jovem acusado de tráfico e roubo executado no Palmares Sul

Moisés de Lima, após levar o primeiro tiro, ainda correu por 400 metros, mas foi perseguido pelos pistoleiros e baleado mais três vezes

Envolvido com os crimes de tráfico de drogas e roubo, segundo a Polícia Civil, o jovem Moisés Ribeiro de Lima, 23 anos, foi executado com quatro tiros por volta das 15 horas de ontem, domingo (8), no Assentamento Palmares Sul, onde morava com a mãe Gelzamares Ribeiro de Lima, com o pai Raimundo Ribeiro de Lima e com a esposa, identificada pelo prenome de Késia.

Ele estava na sala de casa, com a família, jogando videogame, quando dois homens chegaram em uma motocicleta Honda Bros, preta, de placa não identificada, e dispararam o primeiro tido contra Moisés pela janela da casa. O rapaz ainda correu cerca de 400 metros e tentou se abrigar em outra casa da vizinhança.

Os pistoleiros, porém, o perseguiram, encurralaram e dispararam mais três vezes contra ele, duas no peito e uma na cabeça, acabando com a vida de Moisés, que morreu instantaneamente, enquanto os matadores fugiram para rumo ignorado.

O investigador de Polícia Civil Odorico Almeida, que esteve no local fazendo o levantamento do crime, disse à Reportagem do Blog que Késia, também envolvida com tráfico e receptação, contou que Moisés de Lima toda semana pegava uma peça de crack, de um fornecedor, no valor de R$ 100,00 para fracionar e revender.

Veja também:  Audiência Pública sobre segurança sem nomes de peso da área em Jacundá

A partir dessa informação, Almeida acredita que Moisés estaria devendo ao fornecedor e que pode ter sido executado por acerto de contas. O policial afirma, ainda, que Késia sabe quem é a pessoas que fornecia a droga ao marido, mas se recusa a informar para a polícia.

“Ela nega o tempo todo. Dissemos a ela que precisávamos saber, pois isso seria o fio da meada para chegarmos ao culpado, mas ela nega saber a identificação do fornecedor”, afirma o policial.

Deixe uma resposta