Notícias

Internet vende kit para candidatos

Pelo menos três endereços na internet oferecem para as próximas eleições serviços especiais a candidatos a vereador, com promessas de trabalho personalizado e até discursos exclusivos. Por R$19,90, é possível …

Pelo menos três endereços na internet oferecem para as próximas eleições serviços especiais a candidatos a vereador, com promessas de trabalho personalizado e até discursos exclusivos. Por R$19,90, é possível comprar um pacote de projetos de lei e apresentá-los como sendo do candidato

O candidato a vereador nas eleições de outubro em qualquer um dos 5.565 municípios brasileiros poderá dispensar o preparo técnico, político ou administrativo. Se eleito, poderá deixar-se tomar pela preguiça. Bastará dispor de R$ 19,90 para comprar pacotes de projetos de lei pela internet e os apresentar nos Legislativos municipais como sendo seus.

Pelo menos três endereços virtuais da rede mundial de computadores oferecem para as próximas eleições serviços especiais aos candidatos, com promessas de trabalho personalizado e até discursos exclusivos.

Os temas em pauta vão do esporte à educação, do meio ambiente ao lazer, da proteção ao idoso à proteção à mulher. O serviço a R$ 19,90 é de propriedade do mineiro Manoel Amaral, no endereço http://www.casadosmunicipios.com.br.

Nos sites também são oferecidas fórmulas para projetos que visam a criar casas de cultura, turismo, ouvidoria do povo, normas urbanísticas, ocupação e parcelamento do solo, editais de contratação de servidores por tempo determinado, regulamentos do INSS, etc.

Há ainda mais opções disponíveis. Pela internet, o candidato poderá receber um curso sobre lei orçamentária, autorização para a instalação de postos de combustíveis, plano de carreira de servidores, curso para dar estabilidade a servidores. Enfim, temas do cotidiano das pessoas que vivem nos municípios e que vão votar nos vereadores que ocuparão as Câmaras Municipais nos próximos quatro anos.

Outro dono dos serviços oferecidos aos candidatos a vereador é o ex-vereador José Gilberto de Souza, de Campo Mourão, no Paraná. Os preços são mais salgados. Ele oferece pacotes com cerca de 1,5 mil projetos de lei. O menor, com dez projetos, custa R$ 200. O maior, com 100, sai por R$ 1,2 mil.

“Cada um escolhe o projeto conforme o seu perfil. Eu faço as adaptações de acordo com o tamanho da cidade e região”, disse Souza ao Estado.

O jornalista Roberto Rech, dono do portal www.assessoriapolitica.com, do Rio Grande do Sul, oferece aos candidatos kits de atuação política, cursos para falar bem diante do público, discursos prontos e até assessoria de imprensa. Mas se recusa a vender projetos. “Isso é picaretagem”, acusa. “Eu não faço projetos. Se alguém me procura, o oriento sobre o que deve fazer.”

Rech se gaba de transformar os que assessora em campeões de aprovação de projetos. Um deles é o atual deputado federal Giovani Cherini (PDT-RS). Ele afirmou ainda que propostas das quais teve participação, como as que determinaram a montagem de bibliotecas nas cidades, vêm sendo copiados pelos Estados e até no plano federal. “Eu vendo boas ideias. Não projetos.”

Fonte: O Estado de S.Paulo

7 comentários em “Internet vende kit para candidatos

  1. Castro Responder

    Nãããão, Cidadão Olho Vivo. Aqui só temos pessoas altamente capacitadas, merecedoras da posição em que se encontrarm. A começar pelo prefeit, que nos brinda com seus projetos sociais que engrandece a nossa cidade. Veja só os grandes projetos: abastecimento e água tratada, drenagens, Escolas para Todos, medicina preventiva, engenharia de tráfego, com sinalização priorizando as pessoas e não os carros, segurança preventiva e participativa, e assim por diante.

  2. Castro Responder

    Agora poderemos saber em quem não votar, pois esses projetos contêm um bom nível de apresentação, e como a maioria dos candidatos não possuem o intelecto para tal, poderemos separar o joio do trigo, mas deveremos ficar atento ao trigo, pois umidade pode estraga-los e mofa-los.
    É uma vergonha os candidatos e também os políticos eleitos comprarem esses projetos, que não tem bases práticas para o seu município, pois cada cidade tem suas peculariedades. Mas é isso aí, o povo prefere pão e circo…

  3. CIDADAO OLHO VIVO Responder

    Os nossos edis não vão se interessar, pois são cidadãos do mais alto-nível intelectual e ético, além de postura de verdadeiros “gentleman” (a exemplo de Odilon Sansão).

Deixe seu comentário